• pt
standardbank
Standard Bank promove medição de pressão arterial
05/09/2014
Graduação 1
Universidade Politécnica gradua 350 estudantes
14/09/2014

AIESEC pretende expandir-se para todas capitais provinciais

Omar Daúdo Presidente da AIESEC em Moçambique

A Associação Internacional de Estudantes de Ciências Económicas e Empresariais (AIESEC) prevê, até 2020, implantar-se em todas as capitais do País e nalguns distritos e, desta forma, aumentar o número de estudantes moçambicanos enviados para estágios profissionais no estrangeiro.

Segundo Omar Daúdo, presidente da AIESEC em Moçambique, a organização conta actualmente com representações nas cidades da Beira e Nampula, capitais das províncias de Sofala e Nampula, respectivamente, o que tem contribuído para o incremento do número de membros e de instituições de ensino que fazem parte da agremiação.

Por detrás desde desiderato está a vontade de contribuir para o desenvolvimento do País, tal como explicou Omar Daúdo, quando falava durante a terceira edição do encontro com parceiros da AIESEC, organizado esta terça-feira, na cidade de Maputo, no qual foram apresentados os resultados do biénio 2013/2014 e o plano de actividades para 2014/2015.

“Consideramos que, ao expandirmos as nossas actividades para todo o País, teremos mais estudantes universitários a juntarem-se à AIESEC e, consequentemente, aumentaremos o número de estagiários enviados para o estrangeiro, onde terão maior contacto com empresas de diversas áreas, sendo que a experiência por eles obtida será benéfica para o País”, disse.

Para além de enviar estudantes moçambicanos para o exterior, “a AIESEC tem recebido também estudantes estrangeiros que pretendem estagiar no País, os quais têm trabalhado nas comunidades. Para este ano, está previsto o envio e recepção de um total de 390 estudantes e a realização do Mozambique Youth to Business Forum à escala nacional, do Seminário Juventude Milénio e da terceira edição do encontro com parceiros, assim como o envio de 25 membros para participação em conferências internacionais e participação em cursos de formação”.

Por seu turno, o ministro da Juventude e Desportos, Fernando Sumbana, referiu-se ao papel que a AIESEC tem desempenhado no seio da comunidade académica e da juventude e ao facto de ser uma organização para jovens e liderada por jovens.

Para Fernando Sumbana, as acções da juventude, com destaque para a que está ligada à academia, devem ser mais incisivas com vista a fazer face aos desafios, que se colocam em cada etapa de desenvolvimento do País, daí a importância da AIESEC.

Já Felícia Nhama, representante da operadora de telefonia móvel mcel, um dos principais parceiros, considera que a AIESEC contribui para a promoção dos jovens, pois só assim é que se sentirão motivados e empenhados na busca da formação académica e profissional.

Importa ainda realçar que no decurso da terceira edição do encontro com parceiros, a AIESEC distinguiu igualmente as empresas que mais têm apoiado esta associação para o desenvolvimento da liderança nos jovens, tendo para o efeito atribuido à mcel, Standard Bank e outras empresas um certificado de mérito.

 

Omar Daúdo Presidente da AIESEC em Moçambique

Omar Daúdo Presidente da AIESEC em Moçambique

 

Fernando Sumbana Ministro da Juventude e Desportos

Fernando Sumbana Ministro da Juventude e Desportos

 

Felícia Nhama representante da mcel

Fernando Sumbana Ministro da Juventude e Desportos

 

Entrega do Certificado de Agradecimento à representante da mcel

Entrega do Certificado de Agradecimento à representante da mcel

 

Mesa que presidiu  o encontro com os parceiros da AIESEC

Mesa que presidiu  o encontro com os parceiros da AIESEC

Participantes no encontro com parceiros da AIESEC

Participantes no encontro com parceiros da AIESEC