• pt
gapi
Agricultores familiares conquistam supermercados internacionais
05/02/2018
Odebrecht
Transparência Internacional classifica Odebrecht com nota máxima na divulgação de programas anticorrupção
07/02/2018

Ao nível do Município da Matola: Já arrancou o Metrobus

Autocarros

Com o propósito de contribuir para a mobilidade urbana, bem como reduzir a demanda pelos serviços de transporte, arrancou esta terça-feira, 6 de Fevereiro, a implementação da primeira fase do projecto de sistema integrado de transporte, o Metrobus, a nível do Município da Matola.

Com efeito, o projecto entrou em actividade a partir das estações da Matola-Cidade (Frigo) e da Machava-Sede, tendo sido em cada uma delas alocadas, logo nas primeiras horas do dia, duas automotoras de transporte de passageiros com destino à estação central, na baixa da Cidade de Maputo.

 

Comentando a respeito da operacionalização do projecto a nível da Matola, o presidente do Conselho de Administração (PCA) da Sir Motors, empresa que está a implementar o Metrobus, referiu que espera contribuir para a solução da mobilidade na área metropolitana de Maputo.

Conforme assegurou Amade Camal, a expectativa em torno do arranque deste projecto, no Município da Matola, é enorme, “até porque estamos ansiosos em saber até que ponto iremos satisfazer a procura pelos serviços de transporte”.

 

Depois de analisar a situação da mobilidade na chamada Região do Grande Maputo, que também envolve as áreas da Matola, Boane e Marracuene, Amade Camal avançou que há, por parte dos cidadãos, uma grande procura de soluções de transporte para a cidade de Maputo e, deste ponto, para as zonas metropolitanas.

 

Em função disso, reconheceu que “estamos convictos de que vamos contribuir com esta solução, que é o projecto Metrobus”.

Num outro desenvolvimento, Amade Camal aproveitou a ocasião para avançar que, com o arranque das operações do Metrobus na Matola, a capacidade instalada para o transporte passa a ser de 30 mil pessoas por dia, sendo que, na segunda fase que arranca em Junho, a mesma passará a ser de 50 mil pessoas por dia.

 

O arranque oficial do Metrobus, a nível da Matola, nomeadamente nas estações da Machava-Sede e da Matola-Cidade (Frigo), foi testemunhada pelo vereador da Área de Transportes do Conselho Municipal daquela urbe, Joaquim Mundlovo, que na ocasião assegurou que os residentes da Matola estão bastante satisfeitos com a chegada deste projecto.

 

“Estamos de parabéns pela chegada deste grande projecto, que irá contribuir sobremaneira para o transporte de passageiros da Matola para os seus destinos diários. Portanto, é bem-vindo o Metrobus”, manifestou Joaquim Mundlovo.

 

Quem também ficou satisfeito com a chegada do Metrobus foi Staut Malinjane, residente na Matola e trabalhador na cidade de Maputo que, tal como os outros, teve também a oportunidade de fazer a sua primeira viagem ao seu local de serviço, na manhã de terça-feira, 6 de Fevereiro.

“É uma iniciativa de louvar e de se tirar o chapéu. O Metrobus veio para nos ajudar, visto que temos passado mal nas paragens, que ficam mais cheias a cada dia que passa”, assumiu.

 

Depois de reconhecer que o transporte é o principal problema dos citadinos da Matola, Staut Malinjane referiu que, com este projecto da Sir Motors, “penso que o problema do transporte será minimizado e, sobretudo, na redução das enchentes nas paragens”.

 

Autocarros

Autocarros

 

Automotoras

Automotoras

 

Amade Camal PCA da Sir Motors

Amade Camal PCA da Sir Motors

 

Joaquim Mundlovo vereador da área de transportes do Município da Matola

Joaquim Mundlovo vereador da área de transportes do Município da Matola

 

Staut Malinjane utente do Metrobus

Staut Malinjane utente do Metrobus

 

Utentes do Metrobus

Utentes do Metrobus