• pt
Mesa que presidiu o Fórum Empresarial de Maputo
CTA quer contribuir para o fortalecimento da UCCLA
17/04/2015
Assembleia geral, jantar e caminhada: Ordem assinala Dia Nacional do Engenheiro
25/04/2015

Beira acolhe IIº Seminário Nacional dos Conselhos Empresariais Provinciais da CTA

Mesa que presidiu a Conferência de Imprensa para apresentação do IIº Seminário Nacional dos Conselhos Empresariais Provinciais

A Confederação das Associações Económicas de Moçambique (CTA) realiza no próximo sábado, 25 de Abril, na cidade da Beira, província de Sofala, o IIº Seminário Nacional dos Conselhos Empresariais Provinciais, uma reunião que visa essencialmente apresentar o grau de implementação das recomendações do primeiro encontro de reflexão destes organismos promovido no ano passado, na capital do País.

O seminário, subordinado ao tema “Capitalizar os Conselhos Empresariais Provinciais para reforçar o Diálogo Público-Privado e explorar o potencial económico das províncias”, visa, igualmente, reforçar a capacidade institucional dos CPEs e as habilidades de negociação dos seus lideres e membros, harmonizar a metodologia de trabalho e estruturar o Diálogo Público-Privado a nível das províncias.
De acordo com Luís Eduardo Sitoe, director executivo da CTA, espera-se que, no fim deste encontro, os Conselhos Empresariais Provinciais estejam mais capacitados para levar a cabo o diálogo com os governos provinciais.

Relativamente ao Diálogo Público-Privado nas províncias, o director executivo da CTA referiu pretender-se que seja “coordenado pelo Secretário-Permanente, e não pela Direcção da Indústria e Comércio como acontece actualmente, pois este órgão não tem autonomia”.
Num outro desenvolvimento, Luís Eduardo Sitoe informou haver “avanços no que diz respeito às conversações com o Governo, no sentido de formalizar o Diálogo Público-Privado e elevar o seu nível de coordenação e monitoria”.

“Já existe um acordo entre a CTA e o Governo. A coordenação e monitoria do Diálogo Público-Privado estarão ao nível do Primeiro-Ministro, que terá a assistência técnica do Ministro da Indústria e Comércio. Os encontros devem ter um sentido formal e serem vinculativos. É um ganho para o sector privado e pensamos que vai contribuir para elevar o nível do diálogo e trazer mais resultados”, explicou Luís Eduardo Sitoe.

Os Conselhos Empresariais Provinciais, órgão máximo de consulta ao nível da província, foram criados em 2009 e resultam da necessidade de desenvolver um diálogo mais inclusivo e do reconhecimento de que a província e o distrito são importantes pólos para a implementação de reformas na base.

 

Mesa que presidiu a Conferência de Imprensa para apresentação do IIº Seminário Nacional dos Conselhos Empresariais Provinciais

Mesa que presidiu a Conferência de Imprensa para apresentação do IIº Seminário Nacional dos Conselhos Empresariais Provinciais

 

Luís Eduardo Sitoe - Director Executivo da CTA

Luís Eduardo Sitoe – Director Executivo da CTA