• pt
standard bank
Bancarização das populações nas zonas rurais: Standard Bank e M-Pesa expandem serviços
24/08/2016
Odebrecht
Odebrecht entrega mais de 400 carteiras a escolas na Zambézia
25/08/2016

Chile: 12º maior produtor mundial de alimentos pretende investir em Moçambique

Eduardo Sengo Director Executivo Adjunto da CTA

Uma missão de empresários chilenos ligados aos sectores de produção de vinho, agro-negócio e marítimo encontra-se em Moçambique com o objectivo de estabelecer parcerias com o sector privado nacional e explorar oportunidades de negócio no País.

Para o efeito, a delegação participou esta quarta-feira, 24 de Agosto, num fórum de negócios, onde teve a oportunidade de partilhar a sua experiência com os empresários moçambicanos nestas três áreas e receber, de forma pormenorizada, explicações sobre as potencialidades e oportunidades de negócio que o País oferece.

Hernán Gutiérrez, director da ProChile para África, referiu que a vinda desta delegação surge na sequência da visita que a Presidente do Chile, Michelle Bachelet, efectuou a Moçambique em Agosto de 2014, no quadro do aprofundamento das relações de amizade, solidariedade e cooperação existentes entre os dois Países.

Para Hernán Gutiérrez, a presença destes empresários no nosso País revela “o grande interesse que têm de investir em Moçambique, dadas as suas potencialidades em diversas áreas, com destaque para o agro-negócio”.

“Olhamos para Moçambique também como uma porta de entrada dos empresários chilenos para os países da África Subsaariana. Por isso pretendemos estabelecer parcerias com empresários que tenham uma boa rede nesses mercados”, sublinhou Hernán Gutiérrez.
Nesse sentido, segundo Hernán Gutiérrez, a delegação do 12º maior produtor mundial de alimentos pretende estabelecer parcerias com empresários moçambicanos que actuem nas áreas de importação, exportação e distribuição com vista a facilitar a inserção dos seus produtos no País e na região.

Por seu turno, o director executivo adjunto da Confederação das Associações Económicas de Moçambique (CTA), Eduardo Sengo, realçou a pertinência da vinda desta missão tendo em conta as potencialidades que o País possui.

De acordo com Eduardo Sengo, Moçambique pode aproveitar a experiência do Chile para alavancar o sector de agro-negócio e outros susceptíveis de acrescentar valor aos produtos nacionais.

“O nosso País tem terras aráveis e um clima favorável à produção, e o Chile pode emprestar a sua experiência através de parcerias com os nossos empresários e produtores”, disse Eduardo Sengo, que também se referiu ao crescimento do mercado de consumo a nível das grandes cidades.

“O mercado de consumo está a crescer de forma rápida nas zonas urbanas e a resposta a essa pressão é a disponibilização de bens. Isso só pode ser ultrapassado com o aumento da produção e da produtividade”, finalizou.

Eduardo Sengo Director Executivo Adjunto da CTA

Eduardo Sengo Director Executivo Adjunto da CTA

 

Hernán Gutiérrez Representante da ProChile para Africa

Hernán Gutiérrez Representante da ProChile para Africa

 

Participantes no Forúm Empresarial Chile Moçambique

Participantes no Forúm Empresarial Chile Moçambique

 

Participantes no Forúm Empresarial Chile Moçambique 1

Participantes no Forúm Empresarial Chile Moçambique