• pt
logo FIPAG
AdRMM alerta sobre eventual redução no abastecimento de água à cidade de Maputo
10/02/2023
Aperto de mao apos a troca de pastas
Standard Bank apoia formação de 250 mil jovens em todo o País
13/02/2023
logo FIPAG
AdRMM alerta sobre eventual redução no abastecimento de água à cidade de Maputo
10/02/2023
Aperto de mao apos a troca de pastas
Standard Bank apoia formação de 250 mil jovens em todo o País
13/02/2023

Chuvas intensas afectam 800 famílias em Boane, Namaacha e ETA do Umbelúzi

Visita

Visita

Cerca de 800 famílias foram deslocadas, em consequência da subida do nível de precipitação associada ao escoamento, que se regista nas bacias hidrográficas dos Rios Maputo, Umbelúzi e Incomáti, nas últimas 24 horas, na região sul do País, atingindo um nível máximo de 300 milímetros cúbicos.

Esta informação foi avançada pelo ministro das Obras Públicas, Habitação e Recursos Hídricos, Carlos Mesquita, durante a visita de trabalho que efectuou, na última sexta-feira, 10 de Fevereiro, aos drifts de Porto Henrique e Mazambanine, no distrito de Boane, província de Maputo, que inundaram e condicionaram a circulação rodoviária e o normal funcionamento das infra-estruturas da rede viária, nomeadamente: na estrada Matola-Boane – alagamento do aqueduto no quilómetro 4 e galgamento da plataforma no quilómetro 9 (zona da Cachoeira); estrada Impaputo-Goba – desabamento da ponte sobre o rio Kalachane, na localidade de Impaputo; Alto Enchissa-Catuane – galgamento das águas sobre o drift de Mahau; N/C: Crz.R407-Crz.N3 – arrastamento da ponte metálica sobre o rio Umbelúzi, na zona da Mafavuka; estrada N200 – submersão do drift de Umpala, na Vila de Boane e galgamento da plataforma da estrada, no quilómetro 10 – zona de “Mahubo 10”; R406: Salamanga/Catuane – alagamento da baixa de Madubula; R402: Moamba/Sabie – arrastamento de aquedutos e corte da estrada no km 22; e N-C: Mazambanine-ETA – alagamento no drift de Mazambanine.

Na ocasião, Carlos Mesquita disse que as equipas do Instituto Nacional de Gestão e Redução do Risco de Desastres (INGD), resgataram, nas zonas ribeirinhas de Boane,  Namaacha e Estação de Tratamento de Água de Umbeluzi-ETA por meio de barcos particulares, pessoas afectadas por estas inundações, estando o Governo a proporcionar-lhes abrigo.

“As ocorrências que se registam aqui na região Sul, em particular Maputo, estão a agravar a situação à jusante, para o caso de Moçambique, em particular esta região, onde registamos uma precipitação média de cerca de 300 milímetros: o que deveria ocorrer em um ano, regista-se em 24 ou 48 horas. É muita água e, em resultado disso, temos esta situação que estamos a atravessar, o que é grave”, referiu Carlos Mesquita.

Num outro desenvolvimento, o ministro apelou a toda à população residente na zona  Metropolitana do Grande Maputo para fazer o uso racional da água, devido às restrições que vão decorrer nos próximos dias, para dar lugar a trabalhos de manutenção com vista a garantir o fornecimento adequado de água potável.

“Como resultado das inundações, a empresa AdRMM está a implementar um conjunto de medidas de mitigação, visando assegurar o serviço de abastecimento de água, reduzindo os níveis de produção e distribuição. A empresa está a monitorar os níveis do caudal do rio Umbelúzi, cujo impacto irá resultar em medidas adicionais, a serem previamente anunciadas”, referiu.

“Por último, recomendamos  reiteradamente, aos utentes das estradas em geral, para a programação das deslocações e transporte de passageiros com observância redobrada das medidas de precaução em períodos chuvosos e/ou de fraca visibilidade, sobretudo, em locais alagados e na aproximação de estruturas de drenagem e pontes”, concluiu.

 

Carlos Mesquita ministro das Obras Publicas Habitacao e Recursos Hidricos

Carlos Mesquita, ministro das Obras Públicas Habitação e Recursos Hídricos