• pt
Virgília Ferrão autora do livro
Virgília Ferrão: autora de “O Inspector de Xindzimila” inspirou-se em vivências da cultura moçambicana
13/02/2016
mcnet
Aly Malla substitui Guilherme Mambo na Direcção das Alfândegas
16/02/2016

Com início esta terça-feira, em Maputo:100 personalidades participam na conferência sobre governação corporativa

logo apagar2

‎O Instituto de Directores de Moçambique (IODmz) e a Rede Africana de Governação Corporativa (ACGN) realizam em Maputo, de 16 a 19 de Fevereiro de 2016, a conferência bi-anual sobre governação corporativa, cujo lema é: “Importância da Governação Corporativa e da Liderança Ética de Negócios”.
O evento, aberto ao público convidado, será realizado no dia 16 de Fevereiro de 2016, no Girassol Indy Congress Spa, das 08:00 às 16:30 horas.
Esta conferência bi-anual é uma plataforma para os membros e parceiros da rede, os decisores políticos dos países membros e os participantes trocarem experiências sobre as melhores práticas de boa governação corporativa e liderança ética de negócios em África.
O evento de Maputo contará com a presença honrosa de 3 oradores Internacionais, a Baronesa Lynda Chalker – da Inglaterra que vai apresentar o tema “Importância da Governação Corporativa e Desafios no Contexto Africano”, Fred Swaniker – da África de Sul/Gana irá apresentar o tema “Promovendo a Boa Governação em África” e o Professor Deon Rossouw – da África de Sul, que apresentará o tema “Governação do Desempenho Ético das Organizações”.
Estarão presentes neste Fórum de Negócios, 100 participantes, dos quais 78 são líderes, directores, administradores e gestores de instituições públicas e privadas nacionais e internacionais, líderes de Organizações Não Governamentais que operam em Moçambique e, 22 representantes dos Institutos de Directores e membros afiliados a ACGN, provenientes da África de Sul, Costa de Marfim, Gana, Nigéria, Kénia, Tanzania, Zimbabwé, Túnisia, Egipto, Uganda e Malawi, para partilhar experiências e debater os desafios da governação corporativa no nosso continente.
Neste evento será lançado o primeiro relatório africano sobre governação corporativa com o titulo “Relatório sobre a situação da Governação Corporativa em 13 países membros da ACGN”.
A ACGN foi fundada por 10 Institutos de Directores de diferentes países africanos, incluindo Moçambique e oficialmente lançada em Outubro de 2013, com objectivo de ajudar a criar e fortalecer a capacidade de governação corporativa no continente, de modo a construir melhores organizações e cidadãos em toda a África. Os seus membros unem-se por acreditar que uma forte governação corporativa é essencial para o sucesso e sustentabilidade das empresas, e portanto, chave para o crescimento económico africano. Actualmente a ACGN tem 17 membros e 6 membros afiliados de 17 países que representam vozes de mais de 16000 directores do continente africano.

 

logo apagar2logo apagar