• pt
Assinatura do acordo de entendimento para formação de Juízes
Cursos de pós-graduação, mestrado e doutoramento na UEM: Juízes passam a usufruir de condições especiais
21/10/2016
Mesa que presidiu a palestra sobre liberdade de expressão em tempos de violência
Jovens debatem liberdade de expressão em tempos de violência
25/10/2016

Comemorações dos 30 anos da morte de Samora Machel: Standard Bank promove acção de cidadania em Chilembene

Aquisição da cedula pessoal

No âmbito das comemorações dos 30 anos da morte de Samora Moisés Machel, o primeiro Presidente de Moçambique independente, o Standard Bank promoveu, nos dias 20 e 21 de Outubro do ano em curso, na vila de Chilembene, na província de Gaza, a emissão gratuita de um total de 3.670 documentos de identificação, entre os quais Bilhetes de Identidade (BIs) biométricos, cédulas pessoais, certidões de nascimento e NUITs-Número Único de Identificação Tributária.

Esta campanha, que decorreu no local histórico onde nasceu Samora Machel, enquadra-se na estratégia do Standard Bank visando criar condições para o bem-estar das comunidades, bem como facilitar o acesso dos cidadãos a documentos de identificação civil e tributária.

Neste contexto, durante dois dias consecutivos, no povoado de Chilembene, as brigadas móveis da Direcção Nacional de Identificação Civil (DNIC), do Registo e Notariado e da Autoridade Tributária de Moçambique processaram 1.642 títulos de identificação civil, 720 registos de nascimento e 1.308 modelos de atribuição de NUITs, respectivamente.

Falando a respeito desta iniciativa e pelo facto de a mesma ter decorrido na Casa-Museu Samora Machel, em Chilembene, o porta-voz da DNIC, Alberto Sumbana, referiu que “quisemos associar esta campanha às comemorações dos 30 anos da morte do primeiro Presidente de Moçambique independente, pelo que graças ao Standard Bank conseguimos brindar o povo da sua terra natal com a atribuição gratuita de BIs e outros documentos pessoais”.

Em jeito de balanço, Sumbana assegurou que, “tendo em conta os números alcançados nos dois dias, esta campanha de cidadania foi bastante positiva. Foi um grande feito e um momento de júbilo para o Ministério do Interior”.

Por sua vez, o chefe da localidade de Chilembene, Romeu Ngovene, agradeceu ao Standard Bank por ter organizado esta campanha que, a seu ver, “veio de facto ajudar a população desta vila e arredores, para além de ter demonstrado que temos uma necessidade muito grande no que diz respeito ao registo de nascimento dos habitantes deste povoado”.

“A população beneficiária ficou entusiasmada. Esta campanha ajudou-nos a desbloquear várias situações que impediam as pessoas de Chilembene e não só, de tratar alguns assuntos pertinentes por falta de documentação, como por exemplo a abertura de uma conta bancária”, destacou Romeu Ngovene.

Após ter registado o título de identificação para a obtenção do BI do seu filho menor, de apenas 3 anos de idade, Daniel Chaluco falou da importância deste tipo de campanhas para as comunidades rurais, sobretudo para o povoado de Chilembene, referindo que “achei esta iniciativa muito boa e nem esperava que fosse possível tratar um BI de forma rápida e personalizada”.

Após ter reconhecido que não esperava que o seu filho pudesse ter o BI tão cedo, Daniel Chaluco assumiu que “temos de dar os parabéns ao Standard Bank por ter levado esta campanha até aqui em Chilembene. Foi uma oportunidade ímpar”.

Importa salientar que o Standard Bank já promoveu a campanha de cidadania em diversos pontos do País desde Agosto de 2011, sendo esta a segunda vez que a mesma escala a província de Gaza, depois de a primeira ter decorrido em Chibuto.

 

Aquisição da cedula pessoal

Aquisição da cédula pessoal

 

Aquisição do BI

Aquisição do BI

 

Alberto Sumbana porta voz da DNIC

Alberto Sumbana porta voz da DNIC

 

Romeu Ngovene chefe da localidade de Chilembene

Romeu Ngovene chefe da localidade de Chilembene

 

Daniel Chaluco beneficiário

Daniel Chaluco beneficiário

 

Beneficiária

Beneficiária

 

Filas para aquisição do BI

Filas para aquisição do BI