• pt
Mesa que presidiu a conferência de imprensa da final da taça Moçambique mcel
Conferência de Imprensa Final Taça Moçambique-mcel
05/11/2015
logo grande
Odebrecht premiada pela ENR – principal publicação de engenharia e construção civil do mundo
06/11/2015

Comunicado da Universidade Politécnica: abertura do curso de Mestrado em Auditoria

Mesa que presidiu a cerimónia de abertura do curso de Mestrado

A Universidade Politécnica procedeu, recentemente, em Maputo, à abertura do curso de Mestrado em Auditoria a ser ministrado pela ESAEN-Escola Superior de Altos Estudos e Negócios.
O curso, que conta um total de 25 participantes, tem uma duração de 10 meses, correspondente à parte curricular, mais seis meses para a elaboração da dissertação, e resulta de uma parceria entre a primeira universidade privada a estabelecer-se no País, a OCAM-Ordem dos Contabilistas e Auditores de Moçambique e a Ordem de Revisores Oficiais de Contas de Portugal (OROC).
Na cerimónia de lançamento do mestrado, que contou com a participação dos bastonários da OCAM e da OROC, Mário Sitoe e Rodrigues Azevedo, respectivamente, o Reitor da Universidade Politécnica, Lourenço do Rosário, enalteceu o facto de o curso aliar a formação profissional com a formação académica.
“Nós entendemos que a ESAEN tem como primeira vocação de dar oportunidade para o saber fazer. Nada mais do que trabalhar com profissionais da área que possam de facto impulsionar este saber fazer”, indicou o Reitor, realçando que as três instituições envolvidas, nomeadamente a OROC, OCAM e a Universidade Politécnica vão oferecer aos estudantes, de forma complementar, a melhor oportunidade que de facto poderia ser oferecida para este tipo de curso.
“Temos tanto optimismo e acreditamos que será um curso com sucesso. Primeiro, por causa da experiência que os profissionais que farão parte do curso trazem e, por outro lado, nós temos professores qualificados que irão partilhar os seus conhecimentos”, sublinhou Lourenço do Rosário.
Entretanto, a Universidade Politécnica, por via da ESGCT-Escola Superior de Gestão, Ciências e Tecnologias organizou no âmbito das celebrações dos 20 anos desta instituição de ensino, uma palestra subordinada ao tema “Desafios das Mudanças Climáticas na Perspectiva do Cop21”, que teve como orador Dietmar Petrausch, Primeiro Conselheiro da Embaixada da França em Moçambique.
Na sua apresentação, o orador, baseando-se em estudos científicos, referiu que a temperatura aumentará quatro graus Celsius, até 2100, caso nenhuma acção seja tomada pelo homem no sentido de conter o actual nível de aquecimento global.
“Caso não tomemos medidas, a adaptação será difícil e, nalguns casos, impossível. Alguns países desaparecerão devido ao aquecimento global”, disse Dietmar Petrausch, que lembrou aos presentes que o aquecimento global tem uma origem humana e está ligado ao desenvolvimento da economia mundial, baseado nas energias fósseis, tais como o carvão, petróleo e gás.

 

 

Mesa que presidiu a cerimónia de abertura do curso de Mestrado

Mesa que presidiu a cerimónia de abertura do curso de Mestrado

 

Lourenço do Rosário Reitor da Universidade Politécnica

Lourenço do Rosário Reitor da Universidade Politécnica

 

Dietmar Petrausch orador da palestra

Dietmar Petrausch orador da palestra

 

Participantes na palestra sobre desafios das mudanças climáticas

Participantes na palestra sobre desafios das mudanças climáticas