• pt
Acto de assinatura do memorando 1
Moçambique: Tmcel investe 132 milhões de dólares na expansão e modernização da rede de transmissão
05/09/2022
APIEX e Gapi SI
APIEX e Gapi-SI juntam-se para promover investimentos em PMEs
06/09/2022

Corrida Azul do Standard Bank movimenta mais de 3.000 participantes

Partida

Partida

O atleta sul-africano, Abednico Mashaba, foi o grande vencedor da quarta edição da Corrida Azul, ocorrida sábado, 3 de Setembro, em Maputo, ao conquistar o primeiro lugar, na categoria de 21 quilómetros, em masculinos.
Em femininos, Neviah Maganza, do Zimbabwe, foi a primeira classificada.
A meia maratona, organizada pelo Standard Bank, com a assistência técnica da Associação de Atletismo da Cidade de Maputo, movimentou mais de três mil participantes em quatro categorias, nomeadamente 21, 15, 12 e 4 quilómetros, sendo a última para cadeirantes.
Para o administrador delegado do Standard Bank, Bernardo Aparício, trata-se, em primeiro lugar, da celebração dos 128 anos de um banco histórico em Moçambique. Em segundo lugar, da celebração da saúde, pois a corrida tem como objectivo promover um estilo de vida saudável.
“Esta corrida tem a intenção de promover um estilo de vida mais saudável. A intenção é de promover um estilo de vida mais fora de portas. Depois de dois anos de Covid, era importante sentirmos todos que podemos ter, outra vez, uma vida normal”, frisou.
O Standard Bank, conforme enfatizou, pretende realizar mais iniciativas do género para continuar a manter a saúde e o bem-estar, servindo a todos os moçambicanos.
Por sua vez, o secretário de Estado do Desporto, Carlos Gilberto Mendes, manifestou-se satisfeito com o número de pessoas que aderiram à Corrida Azul, o que, segundo referiu, demonstra que as pessoas estão ávidas para sair de casa e praticar desporto, cuidando, desta forma, da sua saúde.
“O Standard Bank sempre inova mesmo tratando-se de questões básicas, como cuidar da saúde física, assim como da saúde financeira dos moçambicanos: Se persistirmos com estas acções, teremos a almejada massificação do atletismo e, consequentemente, a qualidade e os talentos”, sublinhou.
Abordado momentos após cortar a meta, Abednico Mashaba disse ter gostado imenso de participar na corrida: “Correr 21 quilómetros não foi difícil para mim. Os meus pares não queriam avançar. Estavam todos a olhar para mim, daí percebi que iria vencer a corrida”, contou.
Para o atleta sul-africano, a organização do evento foi perfeita, com o mesmo padrão que as corridas sul-africanas. É uma das melhores corridas em Moçambique. “Sinto-me entusiasmado, porque na última vez que participei fiquei em segundo lugar e, claro, hoje queria ganhar. Fiz exactamente como planeei, por isso estou muito feliz”.
A Associação de Atletismo da Cidade de Maputo, através do seu vice-presidente, Gilberto Gomes, fez um balanço positivo da prova por ter superado a expectativa: Foi uma participação massiva. Em todos os percursos verificamos muita emoção. Depois de dois anos de paragem, as pessoas estavam ansiosas em voltar a participar nesta iniciativa”, concluiu.
Importa realçar que, com um prémio global de 290 mil meticais, a Corrida Azul envolveu também as componentes de caminhada, zumba, além de uma feira de saúde, onde as pessoas podiam fazer o despiste da hipertensão arterial, exame de glicemia e a doação de sangue.
Bernardo Aparicio administrador Delegado do Standard Bank 2

Bernardo Aparicio administrador Delegado do Standard Bank 2

Carlos Gilberto Mendes secretario de Estado do Desporto

Carlos Gilberto Mendes secretario de Estado do Desporto

Disputa renhida

Disputa renhida

Gilberto Gomes vice presidente da Associacao de Atletismo da Cidade de Maputo

Gilberto Gomes vice presidente da Associacao de Atletismo da Cidade de Maputo

Partida

Partida

Premiacao ao vencedor da categoria de 21 quilometros

Premiacao ao vencedor da categoria de 21 quilometros