• pt
Filipe Nyusi - candidato a Presidencia da Republica intervindo no encontro com empresarios nacionais
Sector de turismo: CTA aponta corrupção na PRM como causadora de prejuízos
19/09/2014
Fase do jogo da final em masculinos
Já é uma referência na região austral: Standard Bank Open movimentou mais de 100 tenistas
22/09/2014

Corrida Azul envolveu 650 atletas

Disputa pelo primeiro lugar

Flávio Seholhe e Winile Mnisi sagraram-se os grandes vencedores da primeira edição da Corrida Azul, uma prova organizada pelo Standard Bank e que tem como objectivo promover hábitos de vida saudáveis no seio dos colaboradores, clientes e do público em geral.

A prova, que se insere no âmbito das celebrações dos 120 anos do Standard Bank e da Semana do Desporto, promovida pela Direccão Provincial de Juventude e Desporto da Cidade de Maputo, teve como ponto de partida e de chegada a nova sede desta instituição bancária, localizada na avenida 10 de Novembro, na cidade de Maputo e compreendeu um percurso de 10 quilómetros.

 

Como prémio, Flávio Seholhe e Winile Mnisi, vencedores da categoria de federados, masculinos e femininos, respectivamente, receberam cada 15 mil meticais, sendo que os segundos e terceiros classificados tiveram 12.500 e 10.000 meticais.

 

O “prize money” global, num total de 99 mil meticais, abrangeu apenas as categorias de federados e deficientes. Os vencedores das restantes categorias, nomeadamente populares, colaboradores e equipas receberam “vouchers” para a aquisição de equipamento desportivo e inscrições em ginásios.

 

Esta iniciativa, segundo explicou o presidente do Conselho de Administração do Standard Bank, Tomás Salomão, surge da necessidade de colocar o banco mais próximo dos cidadãos, em particular os seus clientes e colaboradores.

 

“O Standard Bank achou que, para além daquilo que é o seu quotidiano e do seu cometimento no desenvolvimento e na participação no desporto, era útil promover outro tipo de actividades que o coloquem mais próximo dos cidadãos, daí a realização da Corrida Azul”, disse Tomás Salomão.

 

No que diz respeito à adesão, o presidente do Conselho de Administração do Standard Bank considerou que a mesma “superou as expectativas criadas à volta da prova”, tendo em conta que se trata da sua primeira edição.

 

“A participação foi excelente. Saímos todos vencedores. Esperamos que, para o ano, contemos com mais participantes para esta prova. Reafirmamos o nosso apoio ao desporto, que é uma das nossas humildes formas de contribuir para o bem-estar das pessoas. Já estamos no ténis e no futebol, através do Moçambola, prova da qual somos patrocinadores”, concluiu Tomás Salomão, que também assegurou que para o ano realizar-se-á a segunda edição da prova.

 

A governadora da cidade de Maputo, Lucília Hama, presente na prova, referiu-se ao papel que o Standard Bank tem desempenhado na área do desporto que, na sua opinião, “contribui para o bem-estar físico e mental. Esperamos que continue a promover actividades do género para fazer com que a população tenha uma vida saudável. Desporto é saúde e esta iniciativa vai contribuir para a sua massificação”.

 

Por sua vez, Mário Manjate, presidente da Arbitragem Nacional do Atletismo, era no fim da prova um homem feliz dado o facto de serem poucas as instituições ou empresas que abraçam este tipo de iniciativas.

 

“É uma iniciativa de louvar. Tínhamos muitas dificuldades para ter provas do género, devido ao elevado número de escalões, mas o Standard Bank trouxe aos praticantes e amantes deste desporto a Corrida Azul. Tivemos 650 atletas inscritos, e maior parte deles conseguiu chegar à meta, o que é bom em termos de participação e desempenho”, acrescentou.

 

Disputa pelo primeiro lugar

Disputa pelo primeiro lugar

 

Corte da fita pelo vencedor da Corrida Azul na categoria Federados Masculinos

Corte da fita pelo vencedor da Corrida Azul na categoria Federados Masculinos

 

Entrega da taça ao vencedor em Federados Masculinos pelo PCA do Standard Bank Tomás Salomão

Entrega da taça ao vencedor em Federados Masculinos pelo PCA do Standard Bank Tomás Salomão

 

Entrega da taça à vencedora na categoria Federados Femininos pela Governadora da cidade de Maputo Lucília Hama

Entrega da taça à vencedora na categoria Federados Femininos pela Governadora da cidade de Maputo Lucília Hama

 

Tomás Salomão PCA do Standard Bank

Tomás Salomão PCA do Standard Bank

 

Mário Manjate Presidente da Arbitragem Nacional de Atletismo

Mário Manjate Presidente da Arbitragem Nacional de Atletismo

 

Governadora da cidade de Maputo - Lucília Hama

Governadora da cidade de Maputo – Lucília Hama