• pt
Chuma Nwokocha novo -Administrador Delegado do Standard Bank
1.578 mil milhões de meticais: Lucros do Standard Bank crescem 27 por cento
15/04/2015
Mesa que presidiu a Conferência de Imprensa para apresentação do IIº Seminário Nacional dos Conselhos Empresariais Provinciais
Beira acolhe IIº Seminário Nacional dos Conselhos Empresariais Provinciais da CTA
23/04/2015

CTA quer contribuir para o fortalecimento da UCCLA

Mesa que presidiu o Fórum Empresarial de Maputo

Para dar a conhecer as necessidades e capacidades de investimentos, nas autarquias da União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa (UCCLA), Maputo acolheu, esta sexta-feira, 17.04.2015, as jornadas empresariais promovidas por esta organização, em parceria com o Conselho Municipal da Cidade de Maputo.
No encontro, subordinado ao tema “As cidades como factor de desenvolvimento económico”, o presidente da CTA-Confederação das Associações Económicas de Moçambique, Rogério Manuel, referiu que a sua organização propõe-se a trabalhar continuamente com o Governo e empresários nacionais, para a materialização dos objectivos económicos e empresariais da UCCLA e, por conseguinte, catapultar as economias das cidades capitais, para níveis cimeiros, contribuindo assim, para um sector económico empresarial da união, mais robusto, inclusivo e dinâmico.
“As cidades capitais, para além de gerar riqueza, quantidade significativa de conhecimentos científicos de qualidade, jogam um grande papel no processo de globalização económica e cultural, que vem decorrendo no mundo, nas últimas décadas, facto que obriga os governos a regrar de forma consciente o crescimento das suas cidades, promovendo a implementação de planos de estrutura e de urbanização”, destacou Rogério Manuel.
Por sua vez, o vice-ministro moçambicano da Indústria e Comércio, Omar Mithá, salientou que Moçambique, para além de ter um ambiente de paz, estabilidade e democracia, tem procurado desenvolver e estabelecer um quadro estratégico orientador, legal e institucional, que não só torna efectiva e visível a melhoria do ambiente de negócios ao nível das autarquias, mas como também torna atractivo e competitivo o seu clima de investimentos.
“Os desafios continuam, porque cresce a economia e nós temos que traduzir isso nos bolsos dos cidadãos, dos empresários e das pequenas e médias empresas, daí que apostamos nessa estratégia de desenvolvimento, para diminuir o fosso entre aqueles que têm e os que não têm”, indicou o governante, acrescentando ser seu desejo que neste fórum de empresários sejam desencadeadas relações de parceria e negociação e realização de projectos que incrementem cada vez mais a cooperação empresarial, entre as sete cidades capitais dos países da CPLP-Comunidade de Países de Língua Oficial Portuguesa.
Para o presidente da Direcção da Confederação Empresarial dos PALOPs-Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa, Francisco Viana, estas jornadas empresariais constituem a concretização de mais um acto de parceria público-privada que irá proporcionar uma maior aproximação e conhecimento mútuo entre os municípios presentes e o sector privado da CPLP.
“Acreditamos que estes encontros permitem aos municípios apresentarem as suas estratégias de desenvolvimento económico e social, proporcionando às empresas a obtenção de informação preciosa sobre as oportunidades de negócio, bem como o contacto directo com as lideranças dos municípios e as suas respectivas equipas”, finalizou Francisco Viana.

 

Mesa que presidiu o Fórum Empresarial de Maputo

Mesa que presidiu o Fórum Empresarial de Maputo

 

Participantes no Fórum Empresarial de Maputo

Participantes no Fórum Empresarial de Maputo

 

Omar Mithá - Vice Ministro da Indústria e Comércio

Omar Mithá – Vice Ministro da Indústria e Comércio

 

Francisco Viana - Presidente da Direção da Confederação Empresarial dos PALOPs

Francisco Viana – Presidente da Direção da Confederação Empresarial dos PALOPs

 

Rogério Manuel - Presidente da CTA

Rogério Manuel – Presidente da CTA