• pt
Assinatura de memorando entre a CTA e o Centro Nacional de Marketing e Estudo de Preço da Bielorrússia
CTA intensifica relações com congéneres estrangeiras
01/09/2016
Rogério Samo Gudo PCA da MCNet
Janela Única Electrónica: Presidente da MCnet ainda não está satisfeito com os resultados
06/09/2016

Dadores de sangue da mcel salvam mais de 300 crianças

mcel

O Banco de Sangue do Hospital Central de Maputo colectou 62 unidades de sangue, no âmbito da campanha de doação sangue, promovida pela mcel-Moçambique Celular, realizada entre os dias 30 de Agosto e 1 de Setembro.

A iniciativa, inserida nas comemorações do Dia Nacional do Dador de Sangue, efeméride que se assinala a 29 de Agosto, envolveu colaboradores da operadora de telefonia móvel e teve lugar na sede da empresa, tendo sido conduzida por uma Brigada Móvel do Banco de Sangue do Hospital Central de Maputo – HCM.

Comentado a respeito, a directora do Banco de Sangue do HCM, Sandra Oficiano, disse que esta campanha levada a cabo pela mcel é gratificante e exemplar.

“É um acto nobre que deveria ser seguido por mais empresas e por todos aqueles que ainda não são dadores de sangue, pois realmente não temos onde ir buscar este líquido se não for nos próprios humanos”, considerou.

Aqueles que doam sangue, de acordo com Sandra Oficiano, “são pessoas que expressam o seu verdadeiro amor pelo próximo. São heróis vivos e colaboradores do nosso Banco de Sangue”, destacou, acrescentando que “é de louvar a todos aqueles que nos têm ajudado nesta causa nobre. O hospital precisa deste líquido precioso para salvar a vida dos seus pacientes”.

Segundo informações do Banco de Sangue, cada meio litro de sangue que é colhido em cada doador pode, por norma, salvar a vida de 5 crianças ou de 3 adultos, todavia dependendo da gravidade do doente. Isto significa que os 62 colaboradores da mcel que, voluntariamente, doaram este líquido vital contribuíram para que 310 crianças ou 186 adultos sejam salvos, facto que demonstra um impacto significativo numa acção de cidadania e de responsabilidade.

A representante da mcel, Felícia Nhama, contextualizou a iniciativa assumindo que “é no âmbito das acções de responsabilidade social que a operadora tem também desenvolvido campanhas internas visando sensibilizar e consciencializar os colaboradores sobre exercícios importantes de cidadania entre os quais a doação de sangue”.

Felícia Nhama explicou ainda que o grande objectivo desta acção é de ajudar a salvar vidas, partindo do princípio que “doar sangue é salvar vidas”.

Sobre a participação dos colaboradores na actividade, a representante da mcel destacou que “estiveram aqui colegas sensibilizados, motivados e com espírito de cidadania, que era o que se pretendia”.

Importa realçar que a campanha compreendeu dois momentos, nomeadamente a realização de uma palestra sobre doação de sangue que teve lugar no primeiro dia e a recolha do líquido vital nos dois restantes dias.

mcel