home

facebook google linkedin youtube
FDS

O ministro dos Transportes e Comunicações, Carlos Mesquita, reitera a necessidade de o desenvolvimento do ramo portuário estar alinhado com o transporte ferroviário como forma de assegurar a necessária competitividade e eficiência das infra-estruturas.


Para o [ ... ]

Ler comunicado
FDS

O projecto Agro-Jovem, uma iniciativa da Gapi-Sociedade de Investimentos financiado pela Danida, acaba de conceder, na província de Sofala, financiamentos a dois projectos avícolas de jovens estudantes universitários, no valor total de um milhão e trezentos mil meticais.

 

Estes [ ... ]

Ler comunicado
FDS

O ministro dos Transportes e Comunicações, Carlos Mesquita, prevê para breve a introdução na cidade da Beira do sistema integrado de transportes de passageiros composto por automotoras e autocarros (Metrobus), através duma parceria entre o Governo e um operador [ ... ]

Ler comunicado
FDS

A Associação Internacional de Estudantes de Ciências Económicas e Empresariais (AIESEC-Moçambique) realiza, entre os dias 27 e 30 de Abril, na cidade de Maputo, uma conferência internacional de liderança, denominada Mozambique Leadership Seminar (MozLDS 2018), [ ... ]

Ler comunicado

O excesso de humidade provocado pelo intenso nevoeiro durante a madrugada, conjugado com poeiras resultantes de obras de construção pública na cidade de Maputo,‎ danificaram, na sexta-feira e sábado últimos, alguns equipamentos que suportam o transporte de energia, na Subestação de Infulene, localizada no município da Matola.
Para colmatar a situação, a EDM viu-se obrigada a recorrer, na manhã de sábado, aos serviços dos Bombeiros, ‎para fazer a limpeza das poeiras nos isoladores, com recurso a fortes jactos de água.
"Este é um fenómeno que ocorre, particularmente neste período do ano, durante o qual há escassez de chuvas, estando as poeiras resultantes das construções, das várias obras públicas em curso, a agravar a situação. Daí termos recorrido aos Bombeiros, para fazermos a limpeza dos isoladores. Deste modo, conseguimos repor o abastecimento de energia às zonas afectadas, cerca das 13 horas de sábado", explicou o director da Divisão de Transporte Sul da EDM, Gil Massinga‎.
O corte de energia afectou a Cidade de Maputo, bem como as províncias de Gaza e Inhambane.

As empresas moçambicanas que se dedicam ao transporte de carga estão longe de satisfazer a procura, que tem vindo a aumentar nos últimos anos devido, essencialmente, ao surgimento de projectos de exploração de recursos minerais, gás e petróleo.


Este quadro deve-se a constrangimentos de vária ordem, com destaque para a fraca transitabilidade das vias, quadro regulamentar desajustado, fraca capacidade de reposição da frota, burocracia e onerosidade dos serviços portuários, assim como a existência de operadores informais.


Esta inquietação foi apresentada durante o III Conselho Empresarial Nacional, organizado pela Confederação das Associações Económicas de Moçambique (CTA), que teve lugar na última quinta-feira, 31 de Julho, na cidade de Maputo, subordinado aos temas “Processo de Migração do Analógico para o Digital” e “Desafios para o Desenvolvimento dos Serviços de Transporte e Logística no Contexto da Emergência dos Recursos Minerais e Hidrocarbonetos”.


Segundo Rogério Manuel, presidente da CTA, o advento dos projectos de exploração de recursos minerais, gás e petróleo, impõe ao sector privado nacional, particularmente o da área de transporte de carga, novos desafios.


“Com a emergência e início da exploração dos recursos minerais e hidrocarbonetos no nosso País surgem igualmente grandes desafios no sector dos transportes e logística, o que requer uma nova visão estratégica para lidar com eles”, considerou.


Porém, de acordo com Rogério Manuel, estes desafios podem transformar-se em grandes oportunidades de investimento para o sector privado, sendo que a melhoria de políticas no sector dos transportes e comunicações, assim como no ambiente de negócios é um factor indispensável para o aproveitamento de tais oportunidades.


Algumas soluções a estes constrangimentos passam pelo levantamento da suspensão de importação de veículos com volante à esquerda, introdução de um mecanismo de financiamento concessional a longo prazo, assim como a redução dos custos de transacção.
Por seu turno, o ministro dos Transportes e Comunicações, Gabriel Muthisse, considerou legítima a preocupação da classe empresarial e referiu que o Governo está ciente do problema e que está a desenhar uma estratégia do sector dos transportes e comunicações.

 

Ainda no mesmo dia, foi lançado o estudo preliminar sobre o papel do Estado no ambiente de negócios e o seu impacto no desenvolvimento do sector privado em Moçambique, num seminário promovido, em Maputo, pela CTA.


Elaborado pela especialista em direito e consultoria internacional baseada em São Francisco, Estados Unidos da América, Elin Cohen, e pelo consultor da MB Consulting, Tomás Sulemane, especialista em gestão de finanças públicas, estudos socioeconómicos, formação e desenvolvimento de capacidades, o documento fornece uma ampla revisão e análise dos aspectos relacionados com o envolvimento do Estado nos negócios, entre outros aspectos.

 

Mesa que presidiu o CEN

Mesa que presidiu o CEN

 

Gabriel Muthisse Ministro dos Transportes e Comunicacoes

Gabriel Muthisse Ministro dos Transportes e Comunicacoes

 

Rogerio Manuel Presidente da CTA

Rogerio Manuel Presidente da CTA

 

Participantes

Participantes

 

A equipa feminina de basquetebol da Universidade Politécnica conquistou a medalha de prata nas Universíadas Africanas, que tiveram lugar em Nairóbi, capital do Quénia, classificando-se desta forma para as Universíadas Mundiais, a ter lugar na Coreia do Sul, em 2015.
No cômputo geral, a equipa d´A Politécnica ganhou dois jogos frente ao Quénia e perdeu três diante do Uganda, tendo, por isso, ocupado a segunda posição na classificação.


“Perdemos três jogos diante do Uganda. O primeiro foi por uma diferença de 26 pontos. Ao intervalo estavámos a perder por 29 a 6. Na segunda parte, recuperámos, mas já não havia muito a fazer. No dia seguinte, voltámos a jogar com o Uganda. Fizemos dois jogos no mesmo dia, com um intervalo de apenas duas horas. Primeiro jogámos com o Quénia e depois com o Uganda. Infelizmente, começaram os problemas físicos”, disse Hélio de Sousa, treinador da equipa.


Relativamente à participação nas Universíadas Mundiais da Coreia do Sul, no próximo ano, a equipa técnica diz que, para que a mesma tenha sucesso, a preparação estará mais virada para os aspectos técnicos e tácticos.


“Vamos melhorar os aspectos técnicos e tácticos, principalmente nos lançamentos de três pontos. Em média, só fizemos 9 pontos na zona de 3 pontos, o que é muito pouco para equipas com poucas jogadoras altas como a nossa. Na componente táctica, devemos consolidar as defesas à zona e mistas a todo o campo. Outro aspecto que pesou negativamente foi a falta de jogos”, realçou Hélio de Sousa, acrescentando que “teremos que encontrar formas de realizar no mínimo três jogos por semana. Sem isto, não teremos sucesso. Em termos de metas, queremos ocupar os seis primeiros lugares nas Universíadas Mundiais”.


Refira-se que com esta prestação, Moçambique posicionou-se em quinto lugar, seguindo o Egipto, Gana, Uganda e Quénia, que ocuparam o primeiro, segundo, terceiro e quarto lugar, respectivamente.

 

O Standard Bank procedeu, na última quinta-feira, 31 de Julho, à entrega de material desportivo e escolar às escolas da cidade da Matola que participaram na segunda edição do Torneio Pequenada, organizado por esta instituição financeira.


Constituído por bolas, apitos, sapatilhas, cronómetros, fatos de treino, calções, meias, o material desportivo foi entregue aos representantes das 11 escolas primárias completas que participaram no certame, cujos jogos decorreram, nas instalações do Centro Social do banco, localizadas na Matola, entre Abril e Maio.

 

Na mesma cerimónia, resultado de uma parceria com a Alcance Editores, o banco procedeu à oferta de livros para apetrechar as bibliotecas das cinco escolas melhor classificadas no torneio.

 

Na sua intervenção, António Coutinho, administrador delegado do Standard Bank, explicou a génese deste projecto e frisou que o mesmo visa, essencialmente, identificar talentos do desporto nos bairros e escolas.

 

"Sempre que organizávamos torneios interbancários de basquetebol e de futebol, víamos crianças a assistirem aos jogos sobre as árvores e muros. Por isso, decidimos introduzir o Torneio Pequenada, para identificar talentos. Não foi difícil, porque o Standard Bank já está ligado ao futebol profissional como um dos maiores parceiros do Moçambola", indicou António Coutinho.

 

Referiu ainda que, devido ao sucesso que foram as duas últimas edições, está garantida a realização da terceira edição do Torneio Pequenada Standard Bank, a ter lugar no próximo ano.

 

Por seu turno, o ministro da Juventude e Desportos, presente no acto, enalteceu o papel do Standard Bank por conceber e organizar o torneio e considera que este banco tem as comunidades como uma das prioridades das suas acções de responsabilidade social.

 

"Com esta iniciativa, o Standard Bank assume a responsabilidade social no verdadeiro sentido do termo, e não no sentido comercial. O banco está a inserir-se e sente-se parte integrante da comunidade", frisou o governante.

 

O Torneio Pequenada Standard Bank, organizado por esta instituição bancária desde o ano 2013, tem como objectivo despertar o interesse das crianças pelo desporto, em particular o futebol.

 

Este ano movimentou cerca de 700 crianças e teve como vencedoras as escolas primárias Unidade H e Liberdade, na categoria de Benjamins (dos 11 aos 14 anos de idade), em masculinos e femininos, respectivamente.

 

Na categoria de Traquinas (dos 8 aos 10 anos de idade), o primeiro classificado em femininos foi a Escola Primária Matola J, enquanto em masculinos foi a Escola Primária de Sikwama.

 

Já a Escola Primária Completa de Liqueleva classificou-se em primeiro lugar tanto em masculinos como em femininos na categoria de Petizes (dos 6 aos 7 anos).

 

Acto de entrega dos premios 1

Acto de entrega dos premios

 

Acto de entrega dos premios 2

Acto de entrega dos premios

 

Parte do material desportivo oferecido as escolas vencedoras

Parte do material desportivo oferecido as escolas vencedoras

 

Fernando Sumbana Ministro da Juventude e Desportos

Fernando Sumbana Ministro da Juventude e Desportos

 

Antonio Coutinho Administrador Delegado do Standard Bank

Antonio Coutinho Administrador Delegado do Standard Bank

 

A maior operadora de telefonia móvel em Moçambique, mcel, assinou esta segunda-feira, 28 de Julho, um contrato de patrocínio com o Clube de Desportos do Maxaquene, reforçando, desta feita, a sua política institucional de apoio ao desporto, no País.


Válido por um ano, o contrato prevê, dentre outras cláusulas, a cedência, por parte do Clube de Desportos do Maxaquene, do pavilhão do Maxaquene para a realização do torneio inter-escolar Básquete Show, uma competição promovida pela mcel.

 

Para a mcel, representada pelo administrador Comercial, Cláudio Chiche, esta parceria vem fazer jus ao valor que a empresa dá ao desporto e aos seus fazedores. "Sentimo-nos valorizados por nos juntarmos a entidades históricas, como é o caso do Clube de Desportos do Maxaquene. É uma relação antiga, e esperamos que, mais uma vez, dê os resultados esperados".

 

Por seu turno, Ernesto Manhiça Júnior, presidente do Clube de Desportos do Maxaquene, destacou e louvou, na sua intervenção, o papel que a mcel tem prestado em diversas áreas no âmbito da sua responsabilidade social, tais como o desporto e a cultura.

 

"É uma honra estabelecer esta parceria com a mcel, uma empresa que tem estado em várias frentes, quer desportivas quer culturais. O Básquete Show é prova disso, por isso disponibilizámos o Pavilhão do Maxaquene para a sua realização. Acreditamos que é uma iniciativa que vai contribuir para que a nossa juventude cresça de forma sã", disse.

 

Leandro Paul

This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 

+258 823007740
+258 843007740
+258 21321946

António Dias

This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

+258 823140960
+258 843140960
+258 21321945

FDS Fim de Semana, Lda

Agência de Comunicação e Imagem
Avenida 25 de Setembro, Nº1123,
1º Andar, Flat D-E-F
Prédio Cardoso
Maputo, Moçambique