• pt
Descerramento da placa comemorativa
Com a conclusão da dragagem do canal de acesso: Porto de Maputo mais competitivo
11/02/2017
Mesa que presidiu a oração de sapiência da Ministra do Trabalho Emprego e Segurança Social
Vitória Diogo: “Não podemos estudar para sermos pura e simplesmente futuros eternos empregados”
20/02/2017

Gala Moçambola: Standard Bank premiou os campeões

Entrega do cheque à equipa vencedora do Moçambola edição 2016

O Standard Bank premiou no sábado, 11 de Fevereiro, as equipas do Ferroviário da Beira e da União Desportiva de Songo, na qualidade de campeão e vice-campeão da edição 2016 do Moçambola, a principal prova futebolística do País, que movimenta um total de 16 equipas.
O prémio, de 600 mil e 150 mil meticais, respectivamente, foi entregue durante a gala de lançamento da edição 2017 do Moçambola e insere-se no âmbito do apoio que o Standard Bank tem prestado ao desporto nacional, no geral, e a esta prova, em particular.

Esta iniciativa, que tem como objectivo estimular os clubes e, por via disso, contribuir para o crescimento e engrandecimento do Moçambola, faz parte das acções de responsabilidade social corporativa do Standard Bank, que é também o principal patrocinador da prova.

Conforme explicou o presidente do Conselho de Administração do Standard Bank, Tomaz Salomão, este apoio visa fortalecer os clubes e, consequentemente, tornar o Moçambola mais competitivo, tendo dado como exemplo o facto de, em 2016, a prova ter sido alargada de 14 para 16 equipas.

“É política do Standard Bank apoiar o desporto. Queremos encorajar a Liga Moçambicana de Futebol e os clubes a fazerem mais para que Moçambique ocupe um lugar no concerto das nações africanas no que ao futebol e a outras modalidades diz respeito”, disse Tomaz Salomão.

Por seu turno, o ministro da Juventude e Desportos, Alberto Nkutumula, que esteve presente no evento, reconheceu o papel dos organizadores, clubes, patrocinadores e parceiros do Moçambola, que o transformaram no maior produto desportivo nacional.

Para Alberto Nkutumula, o Moçambola atingiu esse estatuto (de maior produto desportivo nacional) “pelo seu percurso, pela competitividade que o caracteriza, pela sua força aglutinadora e pelas emoções que promove ao público que o acompanha”.

Já o secretário-geral adjunto da Direcção do Ferroviário da Beira, Henrique Moisés, agradeceu o prémio atribuído pelo Standard Bank e referiu que o mesmo “vai ajudar o clube a lutar pela revalidação do título”.

Na ocasião, foram também premiados o árbitro mais regular (Sérgio Rumbane), o guarda-redes menos batido (Swin, da União Desportiva
do Songo), o melhor marcador (Luís Miquissone, também da União Desportiva do Songo) e a equipa fair play (Clube do Chibuto).
Durante a gala, a Liga Moçambicana de Futebol reconheceu, através da entrega de certificados de mérito, os patrocinadores e parceiros do Moçambola, nomeadamente o Standard Bank, mcel-Moçambique Celular, entre outras empresas e instituições.

Entrega do cheque à equipa vencedora do Moçambola edição 2016

Entrega do cheque à equipa vencedora do Moçambola edição 2016

 

Henrique Moisés Secretário Geral Adjunto da Direcção do Ferroviário da Beira

Henrique Moisés Secretário Geral Adjunto da Direcção do Ferroviário da Beira

 

Ministro da Juventude e Desportos Alberto Nkutumula

Ministro da Juventude e Desportos Alberto Nkutumula

 

Tomaz Salomão PCA do Standard Bank

Tomaz Salomão PCA do Standard Bank