• pt
Jogo entre a Escola Secundária Francisco Manyanga e Josina Machel em femininos 2
Zona sul do País: Arrancou Básquete Show
13/10/2016
Corte da fita 1
Filipe Nyusi incentiva operadores a dinamizar turismo nacional
15/10/2016

Lançamento de nova marca de rações: Indústria nacional exporta para países vizinhos

Embalagens da raçao da marca FEPR

Moçambique exporta, por mês, cerca de quatro mil toneladas de ração para ruminantes, nomeadamente bovinos, caprinos, ovinos, entre outros, produzida pela CIM-Companhia Industrial da Matola, cuja capacidade de produção instalada é de 10 mil toneladas mensais.
Para garantir o contínuo fornecimento de rações com alto patrão de qualidade, aos produtores agro-pecuários, sobretudo avicultores, dos mercados nacional e sul-africano, a divisão Agro-Soluções da CIM lançou, sexta-feira última, em Maputo, uma nova marca denominada FEPRO, através da qual a companhia pretende competir nos mercados nacional e regional.

A nova marca abrange rações para quase todas as espécies de animais, nomeadamente monogástricos (aves, coelhos, patos e porcos) e ruminantes (bois, ovelhas e cabritos).

“A nossa intenção é oferecer produtos e serviços tecnicamente superiores em todos os tipos de rações, para os vários estágios de crescimento dos animais”, assegurou Alfredo Lopes, director-geral da Companhia Industrial da Matola, no decurso da cerimónia de lançamento da nova marca.

Para além de rações, conforme realçou Alfredo Lopes, a marca FEPRO oferece serviços de assistência veterinária aos seus clientes farmeiros, como forma de dar suporte ao seu negócio e deste modo promover a produção animal no País.

“Vamos, em breve, estabelecer uma parceria estratégica com a MSD, uma instituição internacional que oferece uma ampla variedade de medicamentos e produtos de uso veterinário, para disponibilizar vacinas, pois queremos que a taxa de conversão do pinto do dia para o frango seja feita o mais rápido possível”, disse, acrescentando que, para este efeito, a companhia conta com uma equipa interna especializada, composta por veterinários e nutricionistas, que em tempo real faz a formulação da ração de acordo com as necessidades do cliente.

No mercado nacional, existe maior procura por rações para monogástricos (aves, coelhos, patos e porcos), especialmente para frangos de corte e galinhas poedeiras, pois a avicultura nacional encontra-se bem estabelecida.
Para o chefe dos Serviços Provinciais de Pecuária de Maputo, Danilo Latif, a FEPRO vai acrescer valor na área da avicultura ao nível da província.

“O lançamento desta nova marca de rações vai galvanizar, de certa forma, o desenvolvimento do sector ao nível da província de Maputo, e não só”, realçou.

Acrescentou existir uma grande procura de insumos avícolas, constituindo as rações um dos constrangimentos nesta área, porque grande parte da matéria-prima utilizada na sua produção tem que ser importada e, neste caso, temos a CIM que produz e alimenta os mercados nacional e sul-africano.

 

Embalagens da raçao da marca FEPR

Embalagens da ração da marca FEPRO

 

Danilo Latif Chefe dos Serviços Provinciais de Pecuária de Maputo

Danilo Latif Chefe dos Serviços Provinciais de Pecuária de Maputo

 

Alfredo Lopes Director Geral da CIM

Alfredo Lopes Director Geral da CIM

 

Participantes na cerimónia de lançamento da raçao da marca FEPRO

Participantes na cerimónia de lançamento da ração da marca FEPRO

 

Participantes na cerimónia de lançamento da raçao da marca FEPRO 1

Participantes na cerimónia de lançamento da ração da marca FEPRO