• pt
Membros da CTA durante encontro sobre criação do Fundo de Responsabilidade Social da CTA
Vítimas de calamidades naturais: CTA constitui fundo permanente de apoio
16/01/2015
Grupo de geradores da central de ponta
Instalação de central de emergência: Nacala recebe de novo energia da EDM
21/01/2015

Mais de 500 milhões de dólares norte-americanos em 2014: Standard Bank investiu em telecomunicações, energia, gás, construção civil, agro-indústria, manufactura, mineração e infraestruturas

André Du Plessis - Director da Banca Corporativa e de Investimentos do Standard Bank

A contribuição do Standard Bank para o crescimento económico de Moçambique atingiu níveis assinaláveis, em 2014, consubstanciada no apoio a importantes projectos nos sectores do gás e energia eléctrica e, ainda, um grande envolvimento na edificação de infrastruturas diversas.
O Standard Bank financiou em 120 milhões de dólares norte-americanos o projecto de expansão da linha de Sena, de acesso universal para todos os produtores de carvão mineral estabelecidos na província de Tete. Dentre vários benefícios, esta infraestrutura ferroviária já está a ajudar a solucionar os constrangimentos de escoamento do carvão mineral, bens diversos e pessoas.
Ainda no campo de infraestruturas, importa referir que o Standard Bank co-financiou, com cerca de 32 milhões de dólares norte-americanos, a construção do aeroporto internacional de Nacala, na província de Nampula, inaugurado em Dezembro passado, com uma capacidade para cerca de 500 mil passageiros por ano.
No sector energético, o banco disponibilizou um financiamento de 170 milhões de dólares norte-americanos para ajudar a construir uma central eléctrica a gás de 118 megawatts (Mw) em Ressano Garcia. Este projecto é o primeiro em Moçambique, onde se utiliza toda a cadeia de valor do gás desde produção, transporte e conversão em energia eléctrica.
Para além de todos os financiamentos acima referidos, o Banco teve também um papel importante de financiador e conselheiro em várias transações de projectos de gás em Moçambique, segundo referiu André du Plessis, director da Banca Corporativa e de Investimentos do Standard Bank, destacando o excelente desempenho económico do Standard Bank em 2014.
Como exemplo do notável envolvimento do banco no desenvolvimento económico de Moçambique, no ano passado, Du Plessis mencionou o recente Estudo Macroeconómico do LNG-Gás Natural Liquifeito em Moçambique, que destaca os grandes benefícios para o País, desde empregos até a colecta de receitas para despesas públicas, a serem proporcionados pela exploração de gás.
De acordo com o director da Banca Corporativa e de Investimentos do Standard Bank, de um modo geral, esta instituição bancária continuou, em 2014, com o financiamento aos sectores das telecomunicações, construção civil, agro-indústria, manufactura, mineração e infraestruturas, tendo o apoio a estes sectores cruciais para a economia do País atingido os 500 milhões de dólares norte-americanos.

 

André Du Plessis - Director da Banca Corporativa e de Investimentos do Standard Bank

André Du Plessis – Director da Banca Corporativa e de Investimentos do Standard Bank

 

Edifício Sede

Edifício Sede do Standard Bank