• pt
Mesa que presidiu o Seminário Nacional da ASSEMO
Vitória Diogo: “Sem qualidade, inovação e produtividade, empresas não serão competitivas”
02/11/2017
Vitória Dias Diogo Ministra do Trabalho Emprego e Segurança Social
Vitória entrega tractor para impulsionar produção agrícola em Mabadine
03/11/2017

Migração digital: Instalados mais 60 emissores

Carlos Mesquita durante a visita ao Centro Emissor de Ressano Garcia 2

Um total de 60 emissores, que irão cobrir 80% do território nacional, serão instalados em vários pontos do País, para a conclusão do processo de migração digital. Este número supera os 50 emissores que operam no contexto analógico.

Estes dados foram avançados na quarta-feira, 1 de Novembro, por Carlos Mesquita, ministro dos Transportes e Comunicações, durante a visita que efectuou ao Centro Emissor Digital de Ressano Garcia, bem como ao Centro de Televisão Provincial de Maputo, da Televisão de Moçambique (TVM), com o propósito de monitorar a implantação das infraestruturas tecnológicas ligadas ao processo de migração digital.

Conforme admitiu o governante, os 60 emissores a serem instalados até ao próximo ano, para marcar a transição para o sistema digital, poderão sofrer um acréscimo por forma a abranger mais pontos do País, “quando o processo estiver na sua fase progressiva, facto que advoga o nosso propósito de continuar a levar a televisão para todos os moçambicanos”.

Ainda neste contexto, Carlos Mesquita falou da necessidade de se garantir a consistência e a sustentabilidade do processo, recomendando, para este efeito, o necessário investimento em recursos humanos, nomeadamente em quadros técnicos devidamente formados e preparados.
“Isto para que as transmissões e o processo de manutenção dos equipamentos sejam feitos a contento, ao encontro daquilo que todos almejamos”, conforme referiu.

Para Carlos Mesquita, este processo de transição, actualmente em vigor no País, não se resume apenas na troca de tecnologia, do sistema analógico para o digital, “mas também na melhoria da qualidade de transmissão, como também na garantia de melhores oportunidades para fazer a difusão de muitos programas”.

“Olhando para a capacidade que o sistema digital traz, estamos claros que o mesmo irá permitir a realização de uma série de actividades, como a oferta de produtos e conteúdos específicos nacionais, como também de programas que visam reportar os níveis de desenvolvimento que o País tem vindo a registar”, apontou.

“Neste processo, o Governo está ciente das suas responsabilidades de sempre garantir os melhores serviços aos cidadãos. O projecto de digitalização é exemplo disso na área das telecomunicações, que acreditamos que vai fazer a diferença no País”, garantiu.
No que compete à visita efectuada, o ministro dos Transportes e Comunicações revelou que ficou extremamente agradado com o que viu, sobretudo por ter visto, de perto, o processo de implantação do sistema digital.

“Estou satisfeito com o ritmo com que decorre o processo, sobretudo com a instalação dos equipamentos”, assegurou, acrescentando que tal sentimento é ainda originado pelo compromisso exibido pelos técnicos no terreno, dirigentes da Empresa de Transporte, Multiplexação e Transmissão (TMT), que lidera a implementação do processo de migração, bem como da Comissão Nacional da Migração Digital (COMID), encarregue de realizar o acompanhamento e monitoria deste processo.

 

Carlos Mesquita durante a visita ao Centro Emissor de Ressano Garcia 2

Carlos Mesquita durante a visita ao Centro Emissor de Ressano Garcia 

 

Carlos Mesquita durante a visita ao Centro Emissor de Ressano Garcia

Carlos Mesquita durante a visita ao Centro Emissor de Ressano Garcia

 

Carlos Mesquita durante a visita ao Centro de Televisão Provincial de Maputo

Carlos Mesquita durante a visita ao Centro de Televisão Provincial de Maputo

 

Carlos Mesquita ministro dos Transportes e Comunicações

Carlos Mesquita ministro dos Transportes e Comunicações