• pt
Entrega do Guião Genérico da Acção Inspectiva ao Inspector Geral do Trabalho após o lançamento
Lançado “Guião Genérico da Acção Inspectiva-Anotado”
26/10/2017
Lourenço do Rosário 3
Em Portugal: Atribuído nome de Lourenço do Rosário a Centro de Estudos Africanos
26/10/2017

Odebrecht ganha prémio internacional

Odebrecht

A construtora Odebrecht arrecadou, recentemente, em Nova Iorque, Estados Unidos da América, dois prémios no Global Best Project atribuído pela revista “Engineering News-Record”, conhecido como “Óscar da Engenharia”, pelas obras executadas no Parque Olímpico e no novo terminal do aeroporto do Galeão, ambas no Rio de Janeiro.

No ano passado, esta empreiteira brasileira foi, igualmente distinguida, na categoria Aeródromos, pela construção do Aeroporto de Nacala, na província de Nampula e na categoria Industrial, pelo Complexo Petroquímico Etileno XXI, no México.

“Nos últimos anos, conquistámos muitos prémios correspondentes às obras executadas em diferentes países, mas esta é a primeira vez que a nossa empresa ganha não um, mas sim dois prémios no Brasil, o que nos enche de orgulho”, disse o director regional da Odebrecht, Pedro Pacheco.

Fundada em Nova Iorque, em 1917, a “Engineering News-Record” é considerada a publicação mais influente do mundo da engenharia. Há cinco anos, a revista decidiu criar o Global Best Project.

Os prémios foram anunciados em Agosto e entregues recentemente numa cerimónia realizada em Nova Iorque, que reuniu representantes das principais construtoras do mundo.

O projecto do Parque Olímpico dos Jogos do Rio de Janeiro de 2016, que levou o prémio na categoria de Desporto e Entretenimento, incluiu a construção de três ginásios, centros de transmissão, para os veículos de imprensa, um hotel e várias ruas.

Já a ampliação do aeroporto do Galeão, que venceu na categoria Aeródromos, foi feita para receber milhares de pessoas que viajaram ao Rio de Janeiro para participar e assistir aos Jogos Olímpicos.

“Este prémio representa a capacidade da Odebrecht de entregar obras de qualidade a tempo. O grande desafio que tínhamos era executar a obra sem fechar o aeroporto e acabá-la em 15 meses, para que estivesse pronta para os Jogos”, afirmou o director do projecto, Pedro Moreira.
O júri da revista, que entregou 23 prémios em diferentes categorias, é composto por engenheiros de diferentes países que levam em consideração todos os aspectos duma obra, desde o projecto e financiamento até ao resultado final e o seu impacto social, urbanístico e ecológico.

 

Odebrecht