• pt
Barragem hidroléctrica de Laúca
Odebrecht constrói segunda maior barragem do continente africano
10/08/2017
Liacate Khan responsável pela ligação entre a Incubadora de Negócios do Standard Bank e as PMEs
Na Finlândia: Três startups moçambicanas disputam evento internacional
15/08/2017

Para apoiar jovens empreendedores, startups e PMEs: Standard Bank inaugura Incubadora de Negócios

Corte da fita

O Standard Bank inaugurou, na sexta-feira, 11 de Agosto, a sua Incubadora de Negócios, um espaço concebido para ajudar jovens empreendedores, startups e pequenas e médias empresas (PMEs) a estabelecerem-se e tornarem-se empresas de sucesso.

Trata-se de um espaço concebido para fomentar um crescimento inclusivo, com a criação de bases para um ecossistema empresarial robusto, que valoriza a inovação, o conteúdo local e a geração de postos de trabalho.

Neste sentido, as actividades da incubadora estarão assentes em cinco pilares, nomeadamente Ideação, Incubação, Aceleração, Acesso aos mercados e Crescimento.

Essencialmente, conforme explicou o administrador delegado do Standard Bank, Chuma Nwokocha, a incubadora foi idealizada para criar e acelerar negócios de forma a gerar riqueza para o País.

“O nosso compromisso com o País é a concretização da nossa visão de longo prazo de impulsionar o crescimento de Moçambique. Por isso, neste espaço, vamos trabalhar com todos os empreendedores moçambicanos, incluindo todos os actores da sociedade que trabalham em prol do crescimento de pequenas e médias empresas nacionais”, disse Chuma Nwokocha.

Para o administrador delegado do Standard Bank, a aposta nesta iniciativa resulta da crença de que todas as marcas e negócios com forte impacto social e económico no mundo partiram de uma ideia como as que o banco pretende abraçar e incubar.

Por seu turno, o ministro da Ciência, Tecnologia, Ensino Superior e Técnico Profissional, Jorge Nhambiu, louvou o Standard Bank por ter concebido um espaço, cujo objectivo é a criação de empresas sustentáveis que propiciem um impacto positivo na economia.

Com este acto, o banco, segundo Jorge Nhambiu, demonstra que está posicionado para criar oportunidades de acesso ao mercado a todos aqueles que possuem uma visão empreendedora, apoiando-lhes no desenvolvimento de aptidões, aconselhamento e mentoria, ajudando as startups nacionais a conquistarem mais rapidamente os seus objectivos.

“A criação da Incubadora de Negócios do Standard Bank vem responder aos apelos que temos feito a diversos segmentos da sociedade, no sentido de transformarem os constrangimentos em oportunidades e de investir recursos e competências na criação de um projecto, negócio ou movimento que seja capaz de alavancar as mudanças e gerar um impacto positivo”, sublinhou o ministro.

Por isso, acrescentou Jorge Nhambiu, “fazemos votos para que as empresas que venham a surgir como resultado do funcionamento desta unidade de incubação possuam, de facto, um espírito empreendedor e se caracterizem por uma busca constante por um modelo de negócio inovador e que estejam sempre na vanguarda na geração de valor para os clientes”.

 

Corte da fita

Corte da fita

 

Ministro da Ciência e Tecnologia Ensino Superior e Técnico e Profissional 1

Ministro da Ciência e Tecnologia Ensino Superior e Técnico e Profissional 

 

Chuma Nwokocha Administrador Delegado do Standard Bank 1

Chuma Nwokocha Administrador Delegado do Standard Bank

 

Parte frontal da Incubadora de Négocios

Parte frontal da Incubadora de Negócios

 

Participantes

Participantes