• pt
Mesa que presidiu a cerimónia da homenagem a Malangatana Valente
1600 fotografias e 550 reproduções: Obras de Malangatana registadas digitalmente
11/09/2015
Acto da entrega do diploma
Em 49 instituições do Ensino Superior: País conta com 150 mil estudantes
13/09/2015

Paulina Chiziane lança ” Ngoma Yethu: O Curandeiro e o Novo Testamento”

Detalhe do livro NGOMA YETHU de Paulina Chiziane e Mariana Martins

Detalhe do livro NGOMA YETHU de Paulina Chiziane e Mariana MartinsNgoma Yethu: O Curandeiro e o Novo Testamento” é o título da nova obra literária lançada quinta-feira, 10 de Setembro, em Maputo, pela conceituada escritora Paulina Chiziane, produzida em co-autoria com a experiente curandeira Mariana Martins.
Com mais de 300 páginas, a obra que conta com o alto patrocínio da mcel-Moçambique Celular e do Banco de Moçambique, foi escrita com base numa pesquisa social realizada pela romancista, onde aprofunda assuntos relativos à intercepção entre o curandeirismo e o cristianismo.
Aliás, no prefácio, Rosita Alberto Valoi considera “Ngoma Yethu”, um arrojado “rufar que nos convida a uma reflexão, tão delicada e profunda quão premente e descomplexada, sobre dois aspectos sócio-culturais importantes, nomeadamente o cristianismo europeu e o curandeirismo africano”.

Abordado momentos após o lançamento do livro, o Administrador para a Área Técnica da mcel, Arlindo Mondlane, referiu que o novo livro da escritora Paulina Chiziane não constitui o primeiro projecto dela que a operadora apoia.
“Já nos envolvemos nas outras obras anteriores, porque é uma escritora que aborda a realidade do nosso País e este tipo de iniciativas, que projectam a moçambicanidade, merecem o apoio de todos nós, particularmente da mcel”, indicou, realçando que “achamos ser pertinente abraçarmos projectos daqueles que são a voz do povo e da cultura moçambicana”, realçou Arlindo Mondlane.
À margem da cerimónia de lançamento do “Ngoma Yethu”, Paulina Chiziane explicou que a obra é um resgate à nossa identidade, à nossa História: “Somos independentes há 40 anos, e por mim, o trabalho da libertação nacional é um processo contínuo. Então todo este trabalho de ir às raízes ouvir as pessoas que lidam com as questões tradicionais, para mim foi muito apaixonante e acredito que vai contribuir para uma nova visão da moçambicanidade”, disse.
Acrescentou ter sido muito difícil procurar apoios para a obra “Por Quem Vibram os Tambores do Além”, porque as pessoas não acreditavam que o curandeiro tinha sabedoria.
“Mas a mcel me acolheu e financiou o trabalho. Devido ao sucesso desta obra tive a coragem de voltar a trabalhar novamente com uma curandeira, para aprofundar outras questões e a mcel de novo contribuiu para que o livro “Ngoma Yethu” seja acessível e recebido pelo povo”, referiu a escritora.
Paulina Chiziane iniciou a sua actividade literária em 1984, com contos publicados na imprensa moçambicana. Com o seu primeiro livro, “Balada de Amor ao Vento”, editado em 1990, tornou-se a primeira mulher moçambicana a publicar um romance.

 

Painel que conduziu a cerimónia de lançamento do livro NGOMA YETHU de Paulina Chiziane e Mariana Martins

Painel que conduziu a cerimónia de lançamento do livro NGOMA YETHU de Paulina Chiziane e Mariana Martins

 

Assinatura de autógrafos

Assinatura de autógrafos

 

Momento cultural durante a cerimónia de lançamento do livro NGOMA YETHU de Paulina Chiziane e Mariana Martins

Momento cultural durante a cerimónia de lançamento do livro NGOMA YETHU de Paulina Chiziane e Mariana Martins

 

Paulina Chiziane uma das autoras do livro

Paulina Chiziane uma das autoras do livro

 

 

Executivos da mcel e público que esteve presente na cerimónia de lançamento livro NGOMA YETHU de Paulina Chiziane e Mariana Martins

Executivos da mcel e público que esteve presente na cerimónia de lançamento livro NGOMA YETHU de Paulina Chiziane e Mariana Martins

 

Arlindo Mondlane - Administrador para a Área Técnica da mcel 01

Arlindo Mondlane – Administrador para a Área Técnica da mcel