• pt
standardbank
Espaço para aquisição de viaturas e maquinaria diversa: Vem aí Standard Bank Motorshow
15/09/2014
Categoria veteranos 1
Open Standard Bank entra na fase decisiva
16/09/2014

Província de Manica: Actos de vandalismo e roubo de equipamento ocasionam cortes de energia eléctrica

edm

A Electricidade de Moçambique, E.P. (EDM), tem estado a registar, nos últimos dias, casos de vandalização e roubo de material eléctrico a nível da província de Manica, o que tem afectado sobremaneira o fornecimento de energia eléctrica aos clientes daquele ponto do País.

O acto, protagonizado por indivíduos desconhecidos, consiste no derrube de postes de madeira e posterior retirada de condutores de alumínio, resultando no corte das linhas de transporte e, consequentemente, na interrupção do fornecimento de energia eléctrica.

De acordo com António Tomo, director da Área de Serviço ao Cliente de Chimoio, só no último fim-de-semana foram registadas duas acções de vandalização seguidas de roubo de material eléctrico.

 

Na madrugada de sábado, foi vandalizada a linha que alimenta Gondola e Inchope a partir da cidade de Chimoio. Já no domingo, por volta das 22 horas, foi sabotada a linha que alimenta o posto administrativo de Matsinho, no distrito de Vandúzi.

 

“No caso de Gondola, foram derrubados três postes de madeira e cortados 1.200 metros de condutores de alumínio. Em Matsinho, foram dois postes e 500 metros de condutores. Foram afectados 3.500 e 200 consumidores, respectivamente”, explicou António Tomo.

 

Em termos de consequências imediatas, no sábado, a vila municipal de Gondola e o troço compreendido entre Gondola e Inchope ficaram sem energia, sendo que o mesmo aconteceu no domingo no posto administrativo de Matsinho.

 

A EDM, após tomar conhecimento, mobilizou técnicos e equipamento para os locais de ocorrência, o que permitiu que o fornecimento de corrente eléctrica fosse restabelecido às 15 horas de domingo em Gondola, enquanto que no posto administrativo de Matsinho o mesmo só foi possível no fim da tarde desta segunda-feira (15 de Setembro).

 

Entretanto, António Tomo refere que esses não são os primeiros casos de vandalização e roubo de material eléctrico que se registam naquela região.

 

“De Janeiro até à data, já registámos mais de 50 casos de vandalização de rede de transporte e roubo de material eléctrico, cujos prejuízos ascendem aos 10 milhões de meticais”, afirmou o director da Área de Serviço ao Cliente de Chimoio, que pediu a colaboração e vigilância por parte das comunidades, como forma de pôr fim a estas situações.

 

edm