• pt
Rogério Samo Gudo PCA da MCNet
Desde a sua implementação: Janela Única Electrónica colectou 127 biliões de meticais
21/07/2016
Feira de Saúde 1
TDM realizou feira de saúde em Inhambane
25/07/2016

Revitalização da cabotagem marítima: Moçambique acelera o passo

Intervençao da vice ministra dos transportes e comunicaçoes Manuela Rebelo

A cidade de Maputo acolhe desde esta segunda-feira, 25 de Julho, o seminário sub-regional sobre a Implementação das Emendas à Convenção para Certificação de Marítimos, que conta com a participação de delegados provenientes de Cabo Verde, Comores, Madagáscar, Maurícias e Seychelles.

O evento acontece numa altura em que os Países signatários desta convenção (STCW/78) se debatem com a falta de implementação das emendas deste instrumento, especificamente às de Manila 10, referentes à introdução de novos cursos de formação de marítimos, uso de cartas náuticas electrónicas, entre outras inovações.

De acordo com a vice-ministra dos Transportes e Comunicações, Manuela Rebelo, que dirigiu a cerimónia de abertura deste seminário, “a morosidade na implementação desta emenda está associada à falta de formação contínua dos oficiais náuticos”.

Para Manuela Rebelo, a formação contínua dos oficiais náuticos é fundamental para os membros signatários deste instrumento, no geral, e para Moçambique, em particular, devido ao facto de o País estar a implementar um programa integrado, com vista à revitalização da cabotagem marítima.

O programa de revitalização da cabotagem marítima inclui um pacote de incentivos especiais, tais como a redução das taxas portuárias, prioridade na atracagem de navios, medidas fiscais, entre outros.

Este seminário contou também com a presença do representante da Organização Marítima Internacional (OMI), Sascha Pariston, que, na sua intervenção, se referiu à necessidade de os países signatários da Convenção STCW/78 garantirem a sua implementação.
De acordo com o representante da OMI, só com pessoal capacitado é que as companhias marítimas podem garantir a navegação e, por via disso, contribuir para o crescimento da economia global.

A Convenção STCW/78 estabelece regras de formação e certificação para os marítimos, cujo cumprimento deve ser feito através da criação de uma legislação harmonizada por parte dos países membros.

As convenções internacionais são instrumentos que têm como objectivo estabelecer regras universais com vista a assegurar que todos os Estados membros adoptem os mesmos princípios e evitem acidentes marítimos, muitos dos quais associados à fraca capacitação dos recursos humanos.

 

Intervençao da vice ministra dos transportes e comunicaçoes Manuela Rebelo

Intervenção da vice Ministra dos Transportes e Comunicações Manuela Rebelo

 

Sascha Pariston representante da Organizaçao Marítima Internacional OMI

Sascha Pariston representante da Organização Marítima Internacional OMI

 

 

Parte dos delegados presentes no seminário

Parte dos delegados presentes no seminário

 

Foto família do seminário sobre as emendas de 2010 à convençao STCW 78

Foto família do seminário sobre as emendas de 2010 à convenção STCW 78