• pt
Assembleia geral, jantar e caminhada: Ordem assinala Dia Nacional do Engenheiro
25/04/2015
Kassav em concerto no festival zouk
35 mil pessoas superlotam Festival Tropical Zouk
26/04/2015

Seminário Nacional define Plano Director da CTA

Mesa que dirigiu a sessão de abertura do II Seminário Nacional dos CEPs 1024x663

O Plano Director – que vai orientar a CTA-Confederação das Associações Económicas de Moçambique, no contexto das suas acções, visando a melhoria do ambiente de negócios a médio prazo, no País – foi definido no II Seminário Nacional dos Conselhos Empresariais Provinciais (CEPs), ocorrido, este sábado, 25 de Abril, na cidade da Beira, província de Sofala.

Trata-se de um programa de orientação a ter em conta na realização das actividades dos CEPs e na materialização do Plano Estratégico da organização, incluindo o apoio de forma flexível aos membros, ao nível das províncias.

O programa contempla, igualmente, os princípios que garantem a harmonização das metodologias de trabalho e funcionamento dos CEPs, com particular ênfase na sua profissionalização, reforço dos serviços de apoio aos membros, fortalecimento do mecanismo consultivo provincial e a implementação de boas práticas de gestão de fundos.

O documento surge em consequência da necessidade de o CEP firmar-se como um órgão capaz de atingir os principais objectivos e responsabilidades, no quadro da implementação das políticas e estratégias da CTA, no diálogo com o Governo e outros actores, no estabelecimento de um bom ambiente de negócios para o desenvolvimento do sector privado no País.

Intervindo na sessão de abertura do encontro, Rogério Manuel, presidente da CTA, disse estar confiante de que “com a troca de experiências baseadas na vivência real dos empresários ao nível nacional, iremos definir os pilares para o reforço da capacidade institucional dos CEPs, harmonizar a metodologia de trabalho, estruturar o diálogo público-privado provincial e fortalecer a capacidade dos líderes e membros dos CEPs”.

Ainda no decurso do II Seminário Nacional dos Conselhos Empresariais Provinciais, realizado sob o lema “Reforçar os CEPs para o diálogo público-privado e explorar o potencial económico das províncias”, foi celebrado um memorando de entendimento entre a CTA, o Instituto de Promoção de Pequenas e Médias Empresas (IPEME) e a Agência de Desenvolvimento do Vale do Zambeze.

Roberto Albino, director geral da agência, referiu que a instituição que dirige identifica o sector privado como seu parceiro de cooperação: “O memorando consiste no provimento de assistência técnica e financeira ao IPEME e os CEPs das quatro províncias que integram o Vale do Rio Zambeze, nomeadamente Sofala, Manica, Zambeze e Tete, de modo a que possam ter um papel mais activo no network empresarial do vale”, frisou.

Importa realçar que os Conselhos Empresariais Provinciais constituem órgãos máximos de consulta ao nível provincial e foram criados em 2009, resultado da necessidade de desenvolver um diálogo mais inclusivo e do reconhecimento de que a província e o distrito são importantes pólos de reformas na base.

 

Mesa que dirigiu a sessão de abertura do II Seminário Nacional dos CEPs 1024x663

Mesa que dirigiu a sessão de abertura do II Seminário Nacional dos CEPs 1024×663

 

Pormenor da assinatura do Memorando de Entendimento entre a CTA IPEME e a Agência de Desenvolvimento do Vale do Zambeze

Pormenor da assinatura do Memorando de Entendimento entre a CTA IPEME e a Agência de Desenvolvimento do Vale do Zambeze

 

Participantes no II Seminário Nacional dos CEPs

Participantes no II Seminário Nacional dos CEPs

 

Rogério Manuel-Presidente da CTA

Rogério Manuel-Presidente da CTA