• pt
Mesa que presidiu o seminário
CTA: Novo modelo de Diálogo Público-Privado contribui para a criação de um ambiente de negócios atractivo ao investimento
04/06/2016
standard bank
Com envolvimento do Standard Bank: Projecto Gigawatt premiado internacionalmente
08/06/2016

Standard Bank Open: Tenistas nacionais vão disputar jogos de alta competição

Jogos da qualificaçao dos Futures Standard Bank Open

Três tenistas moçambicanos, nomeadamente Hercílio Seda, Feliciano dos Santos e Jossefa Simão, vão disputar a componente de alta-competição, Futures, da 6ª edição do Standard Bank Open, que arranca, esta segunda-feira, 6 de Junho, nos Courts do Jardim Tunduro, na capital do País.
Os Futures pontuam para o ranking internacional (ATP Ranking) e inserem-se no Circuito Internacional de Ténis (ITF Men`s Circuit), para além de serem reconhecidos pela Federação Internacional de Ténis (ITF) e pela Associação dos Tenistas Profissionais (ATP).
Entretanto, a tenista Cláudia Sumaia sagrou-se vencedora de sub-18, em singulares raparigas, após derrotar, na final, a tenista Marieta Nhamitambo, enquanto que a jovem tenista Lindalva Franque venceu a final de sub-10.
A prova, que decorre desde o passado dia 28 de Maio até dia 19 de Junho, tem já apurados os finalistas em singulares rapazes sub-14 (Mazino Tivane vs Ricardo Jorge), em femininos sub-12 (Ana Vassilis vs Kiana Gomes) e em masculinos sub-12 (Ricardo Jorge vs Nélio Maposse).
Um dos tenistas moçambicanos que vai disputar o primeiro Future, Hercílio Seda, disse estar em boas condições para competir, tendo em conta que vai jogar em casa: “Espero obter um bom resultado. Antes o Standard Bank era um torneio sem pontos, mas agora temos uma prova reconhecida pela ITF, na qual os moçambicanos também querem brilhar”, indicou.
Por sua vez, Cláudia Sumaia, vencedora em singulares raparigas sub-18, disse ter gostado de participar mais uma vez no Standard Bank Open, por ser a principal competição de ténis do País, onde os atletas podem ganhar mais experiência com tenistas internacionais.
“Foi a minha última participação na categoria sub-18 e fechei em grande, com chave de ouro”, frisou Cláudia Sumaia.
Ainda no âmbito da realização da 6ª edição do Standard Bank Open, decorreu, entre os dias 2 e 3 de Junho, em Maputo, a formação de árbitros ministrada pelo instrutor da Federação Internacional de Ténis, Ian Smith.
A propósito do curso, o presidente da Federação Moçambicana de Ténis, Valige Tauabo, disse que a iniciativa tem por objectivo dotar os árbitros nacionais de qualidade técnica necessária para poderem representar o País em eventos internacionais de alta-competição.
“Já temos, a título de exemplo, o nosso primeiro árbitro internacional, Stélio Carlos, que está a dignificar bem o nosso País e é preciso multiplicar isso”, indicou, realçando o facto de a formação abranger, para além da matéria de arbitragem, as áreas de treinadores, jornalistas e o papel dos pais e encarregados de educação de tenistas de menor idade na aprendizagem do ténis.
Importa destacar que a 6ª edição do Standard Bank Open conta com trezentos atletas de 28 países inscritos, sendo de realçar os tenistas Lloyd Harris, da África do Sul (303º no ranking da ATP), Roberto Marcora, da Itália (323º), Dimitar Kuzmanov, da Bulgária (326º), Pedro Sousa, de Portugal (355º) e Niels Desein, da Bélgica (357º).

 

Jogos da qualificaçao dos Futures Standard Bank Open

Jogos da qualificação dos Futures Standard Bank Open

 

Jogos da qualificação dos Futures Standard Bank Open 1

Jogos da qualificação dos Futures Standard Bank Open

 

Jogos da qualificaçao dos Futures Standard Bank Open 2

Jogos da qualificação dos Futures Standard Bank Open

 

Valige Tauabo presidente da Federaçao Moçambicana de Ténis

Valige Tauabo presidente da Federação Moçambicana de Ténis

 

Cláudia Sumaia tenista moçambicana

Cláudia Sumaia tenista moçambicana

 

Hercílio Seda Tenista moçambicano

Hercílio Seda Tenista moçambicano