• pt
Fase do jogo de crianças
Arrancou quinta edição do Standard Bank Open
24/05/2015
Participantes no encontro com a delegação empresarial do Quénia
Quénia interessado no investimento em Moçambique
26/05/2015

Standard Bank relança programa de estágios profissionais e de desenvolvimento de graduados

Cerimónia de abertura da VIIº Feira da CADE

O Standard Bank vai relançar, este ano, o seu programa de estágios profissionais e de desenvolvimento de graduados, segundo anunciou o Administrador Delegado desta instituição bancária, Chuma Nwokocha, na quinta-feira passada, 21 de Maio, na cidade de Maputo, durante a cerimónia de abertura da VIIª edição da Feira Internacional de Educação.
Conforme explicou Chuma Nwokocha, que durante a sua intervenção comprometeu-se em dar seguimento ao projecto do banco de apetrechamento de bibliotecas de escolas públicas, “pretendemos, com estas iniciativas, que todos os estudantes tenham, no Standard Bank, uma oportunidade para alinhar a sua bagagem teórica com experiências práticas, que lhes possibilitem entrar no mercado de emprego com bases sólidas, bem como iniciar projectos de auto-emprego”.
Através dos programas de estágios e desenvolvimento de graduados, cujos requisitos de admissão são 12ª classe ou bacharelato e conclusão de um curso universitário nas áreas de actuação do banco, respectivamente, 352 jovens fizeram parte do programa em todo País, dos quais 90% já foram integrados no banco, desde 2006, estando hoje alguns deles a exercer funções de liderança.
Por sua vez, o Ministro da Ciência e Teconologia, Ensino Superior e Técnico-Profissional, Jorge Nhambiu, que dirigiu a cerimónia de abertura, disse que a Feira Internacional de Educação “constitui um ponto de encontro entre a procura e a oferta dos principais serviços de educação”.
“A Feira Internacional da Educação é, simultaneamente, um momento de interacção entre instituições de ensino e uma oportunidade para as empresas apreciarem as áreas de formação cobertas pelos expositores presentes no evento”, considera o Ministro.
Por isso, Jorge Nhambiu instou os expositores a interagirem e a estabelecerem parcerias com vista à promoção da complementaridade entre o ensino e os sectores produtivo e industrial.
Já o Presidente da Comunidade Académica para o Desenvolvimento da Educação (CADE), Cassamo Nuvunga, referiu que, com esta iniciativa, pretende-se expor as “capacidades formativas que Moçambique e os Países participantes oferecem na área da educação”.
“Pretende-se, igualmente, que a Feira Internacional de Educação seja uma plataforma em que os estudantes moçambicanos consigam conhecer as possibilidades de formação e de emprego para permitir que no futuro sejam absorvidos de acordo com as exigências do mercado”.
Para além de promover a orientação vocacional e profissional dos jovens e estudantes dos vários sistemas e subsistemas de ensino no País, a Feira Internacional de Educação visa também incentivar a troca de experiências entre estudantes do nível secundário, assim como estabelecer uma plataforma de contacto entre estes e as universidades nacionais e estrangeiras, assim como empresas públicas e privadas.
O evento anual, que terminou no sábado, 23 de Maio, contou com a participação de mais de 140 expositores nacionais e estrangeiros.

Cerimónia de abertura da VIIº Feira da CADE

Cerimónia de abertura da VIIº Feira da CADE

 

Jorge Nhambiu -  Ministro da Cência e Tecnologia Ensino Superior Técnico-Profissional

Jorge Nhambiu –  Ministro da Cência e Tecnologia Ensino Superior Técnico-Profissional

 

Jorge Nhambiu  -  Ministro da Cência e Tecnologia Ensino Superior Técnico-Profissional durante a visita ao stand do Standard Bank

Jorge Nhambiu  –  Ministro da Cência e Tecnologia Ensino Superior Técnico-Profissional durante a visita ao stand do Standard Bank

 

Cassamo Nuvunga - Presidente da CADE

Cassamo Nuvunga – Presidente da CADE

 

Chuma Nwokocha -Administrador Delegado do Standard Bank

Chuma Nwokocha -Administrador Delegado do Standard Bank

 

Momento do corte da fita

Momento do corte da fita