• pt
Entrega simbólica da linha verde ao INGC
Acesso fácil e rápido ao salvamento e assistência humanitária: mcel disponibiliza ao INGC Linha Verde a custo zero
14/07/2015
Acto de registo do pacote inicial
Campeão nacional de basquetebol premiado pela mcel
15/07/2015

TDM acolheu videoconferência da AICEP sobre o futuro da televisão

Naima Valigy - Assessora da TDM para Área das Tecnologias de Informação

A evolução das Tecnologias de Informação e Comunicação que se assiste no mundo está por detrás do surgimento de um novo modelo de criação, difusão e uso dos conteúdos da televisão, caracterizado pela convergência entre esta, as telecomunicações e a internet.

Esta transformação estrutural, associada à evolução tecnológica, no sector das comunicações, em geral, e nos media, em particular, com realce para a televisão, foi na última terça-feira, 14 de Julho, tema de uma vídeoconferência organizada pela Associação Internacional das Comunicações de Expressão Portuguesa (AICEP), em parceria com os operadores parceiros, transmitida simultaneamente nas cidades de Lisboa, Maputo e Luanda.

A escolha do tema “O Futuro da Televisão” deve-se ao facto de o mundo estar a viver a era digital, que tem um impacto directo na televisão, nomeadamente em termos de custos, produção e disponibilização dos conteúdos.

No caso de Moçambique, onde a televisão é um dos meios de comunicação mais usados pela população, com realce para o meio urbano, a discussão deste tema é pertinente na medida em que está em curso, no País, o processo de migração da teledifusão do sistema analógico para o digital.

De acordo com Naima Valigy, Assessora para a Área das Tecnologias de Informação da empresa Telecomunicações de Moçambique (TDM), parceira da AICEP, “é importante perceber como é que a televisão se insere na era digital”.

“A televisão digital é algo muito recente, principalmente num País como o nosso que ainda usa o sistema analógico. Por isso, é oportuno saber como é que a televisão será no futuro e qual será o papel do telespectador”, disse Naima Valigy.

Por seu turno, Victor Mbebe, Representante da Empresa de Transporte, Multiplexação e Transmissão (TMT), considerou que uma das vantagens da radiodifusão digital tem a ver com a produção de conteúdos.

Segundo explicou Victor Mbebe, “os produtores de conteúdos vão deixar de ter plataformas de transmissão. Às televisões caberá o papel de produzir conteúdos, pois haverá uma entidade responsável pela transmissão do sinal”, afirmou Victor Mbebe, tendo enfatizado que “a produção digital de conteúdos permite maximizar as potencialidades da própria rede. Por exemplo, a interactividade com o telespectador é mais fácil pois este deixa de ser um elemento passivo. Ele não vai depender dos serviços noticiosos para se informar pois poderá visionar os conteúdos a qualquer momento sem ter de obedecer à programação da televisão”.

 

Naima Valigy - Assessora da TDM para Área das Tecnologias de Informação

Naima Valigy – Assessora da TDM para Área das Tecnologias de Informação

 

Victor Mbeve - Representante da TMT

Victor Mbeve – Representante da TMT

 

Participantes na Conferência Internacional da AICEP

Participantes na Conferência Internacional da AICEP