• pt
Omar Daúdo Presidente da AIESEC em Moçambique
AIESEC pretende expandir-se para todas capitais provinciais
10/09/2014
standardbank
Espaço para aquisição de viaturas e maquinaria diversa: Vem aí Standard Bank Motorshow
15/09/2014

Universidade Politécnica gradua 350 estudantes

Graduação 1

A Universidade Politécnica, a primeira instituição de ensino superior privada do País, graduou sábado último, 12 de Setembro, na cidade de Maputo, um total de 350 estudantes dos cursos de Administração e Gestão de Empresas, Contabilidade e Auditoria, Gestão Financeira e Bancária, Assessoria de Direcção, Turismo e Gestão de Empresas Turísticas, Gestão de Recursos Humanos, Economia, Ciências da Comunicação, Ciências Jurídicas, Psicologia, Informática de Gestão, Engenharia Civil, incluindo ensino à distância.

Tratam-se de estudantes (220 do sexo feminino e 130 do sexo masculino) que concluíram os níveis de licenciatura, mestrado e doutoramento nos cursos ministrados por esta universidade, fundada em 1995 e que já colocou no mercado 6700 quadros.

 

A cerimónia de graduação é, segundo o reitor d´A Politécnica, Lourenço do Rosário, o culminar do processo de construção da imagem da instituição, iniciado aquando da sua fundação, há perto de 20 anos.

 

“Soubemos construir o que somos hoje, com método e coerência, perseguindo um objectivo bem claro, de sermos sujeitos no desenvolvimento de Moçambique e de participarmos na história do nosso País, da região e do mundo”, ressalvou o reitor.

Mais adiante, Lourenço do Rosário explicou que a cerimónia se revestia de grande simbolismo pois a universidade está a preparar-se para celebrar, em 2015, os 20 anos da sua existência, tendo agradecido aos estudantes e graduados, “que têm sido e são os nossos melhores embaixadores quando daqui saiem e vão para o mundo do emprego e do empreendedorismo”.

 

Por seu turno, a representante dos graduados, Yolanda Wane, considera que a graduação encerra uma etapa marcada por muitos sacrifícios e transformações, e representa o início de outros desafios, dentre os quais a procura de emprego.

 

“Estamos preparados para os desafios que nos esperam e determinados para lutar para o desenvolvimento de Moçambique. A graduação é também uma ocasião de reflexão, pois é o momento em que o mundo abre as portas para quem sabe para onde vai e o que quer”, afirmou Yolanda Wane.

 

Já o ministro da Juventude e Desportos, Fernando Sumbana, que esteve na cerimónia em representação do Governo, instou aos graduados a capitalizar os ensinamentos e experiências adquiridos, para o enriquecimento do conhecimento que detêm, assim como para o seu crescimento profissional.

 

 

“Este é apenas o começo de um longo percurso, pois a graduação traz novos e exigentes desafios no âmbito académico e profissional, e mesmo pessoal”, referiu Fernando Sumbana, que congratulou a Universidade Politécnica “pelo papel que está a desempenhar na elevação do nível educacional, técnico-científico e cultural dos moçambicanos, através de altos padrões de qualidade do ensino ministrado aos seus estudantes”.

 

Refira-se que a XVI cerimónia de graduação d´A Politécnica contou com a presença de diversas personalidades, dentre as quais se destacam Dom Dinis Segulane, bispo honorário da Diocese dos Pequenos Libombos, e de Rosário Fernandes, presidente da Autoridade Tributária de Moçambique, na qualidade de convidado de honra e padrinho dos graduados, respectivamente.

 

Graduação 1

Momento da Graduação

 

Fernando Sumbana  Ministro da Juventude e Desportos

Fernando Sumbana Ministro da Juventude e Desportos

 

Lourenço do Rosário  Reitor da Universidade Politécnica

Lourenço do Rosário  Reitor da Universidade Politécnica

 

Yolanda Wane -Representante dos graduados

Yolanda Wane -Representante dos graduados

 

Uma parte dos graduados

Uma parte dos graduados

 

Parte dos docentes presentes na cerimónia de graduação 1

Parte dos docentes presentes na cerimónia de graduação

 

Parte dos docentes presentes na cerimónia de graduação 3

Parte dos docentes presentes na cerimónia de graduação