• pt
tdm
TDM reúne Conselho Alargado e toma decisões vitais para 2015
05/12/2014
Cerimónia de premiação
Com o apoio da mcel: Golfinhos vencem Travessia Maputo- KaTembe
13/12/2014

Verão Amarelo: Cremildo de Caifaz e festival de música electrónica abrilhantaram último fim-de-semana

Cremildo de Caifaz em concerto com a sua banda

O músico moçambicano Cremildo de Caifaz, radicado na Alemanha há mais de 15 anos, proporcionou momentos de alegria e nostalgia ao público que esteve presente no concerto de apresentação do seu primeiro álbum intitulado “Ciconia Ciconia”, apadrinhado pela operadora da cultura moçambicana, mcel.
O concerto, que teve lugar no cinema Gil Vicente, teve como convidado o músico Miguel Xabindza, que fez a abertura, enquanto se esperava pela figura da noite, Cremildo de Caifaz, que regressou à terra, que o viu nascer, para apresentar o seu disco.

Cremildo de Caifaz brindou os presentes com uma excelente actuação, interpretando temas inspirados na Marrabenta, mas enriquecidos com sons populares de diversas partes do mundo tais como o Pop, o Afro e o Jazz.

O mote do concerto era a apresentação do “Ciconia Ciconia” (cegonha em latim), um álbum que conta com a participação de músicos de renome, entre moçambicanos, africanos e europeus e que tem cativado uma apreciação positiva, não só da parte do público moçambicano, mas também além-fronteiras.

Durante o concerto, para além de Miguel Xabindza, Cremildo de Caifaz contou também com a participação de Jomalu e outros músicos africanos e europeus, os quais agraciaram o público com o que de melhor sabem fazer: cantar.

Este concerto esteve inserido no âmbito do Verão Amarelo, um programa de cariz desportivo e cultural promovido pela mcel, que este ano tem a particularidade de apostar nos artistas e músicos moçambicanos.

Segundo Cláudio Chiche, administrador Comercial da mcel, à semelhança do concerto de Otis, saxofonista radicado em Portugal, o espectáculo de Cremildo de Caifaz foi uma forma de colocar o público em contacto com os artistas moçambicanos residentes na diáspora.

“O público que se dirigiu ao cinema Gil Vicente é a prova de que a aposta na música moçambicana foi uma aposta certa da mcel. Acreditamos que o músico e o público saíram daqui satisfeitos”, disse Cláudio Chiche.

Para além do concerto de Cremildo de Caifaz, a mcel apoiou igualmente o maior festival de música electrónica realizado no País, organizado pela Gloom, que contou com a presença de Black Coffee, S. Jay & Ostertag, Warwick French, E.O.D, Nuclear Toaster, House Hold Funk, Kyle Watson, Black Motion, Dean Fuel, entre outros.

O público esteve presente em massa no Aqua Park, local onde decorreu o festival, e vibrou ao som das misturas dos DJ´s. Estima-se em aproximadamente 8 mil, na sua maioria jovens, as pessoas aderiram ao evento.

 

Cremildo de Caifaz em concerto com a sua banda

Cremildo de Caifaz em concerto com a sua banda

 

Dj Black Motion na Festa da Gloom

Dj Black Motion na Festa da Gloom

 

Cremildo de Caifaz em concerto 1

Cremildo de Caifaz em concerto

 

Cremildo Caifaz

Cremildo de Caifaz em concerto

 

Público na Festa da Gloom

Público na Festa da Gloom

 

Claudio Chiche -  Administrador Comercial da mcel

Claudio Chiche –  Administrador Comercial da mcel