• pt
Acto de assinatura do contrato de patrocínio entre o Standard Bank e a Liga Moçambicana de Futebol
50 milhões de Meticais: Standard Bank renova contrato de patrocínio do Moçambola
20/02/2016
Mesa que presidiu o workshop de apresentação do Pacto de Integridade de Negócios Contra a Corrupção
Como fazer negócios com ética e sem corrupção
24/02/2016

Gala Moçambola: Campeões premiados pelo Standard Bank

Acto de entrega do cheque ao Presidente do Clube Ferroviário de Maputo equipe vencedora da edição 2015 do Moçambola pelo PCA do Standard Bank

Os clubes de desporto do Ferroviário de Maputo e Costa do Sol, na qualidade de campeão e vice-campeão da edição 2015 da principal prova futebolística do País, respectivamente, foram, segunda-feira última, 22 de Fevereiro, premiados pelo Standard Bank, durante a gala de lançamento do Moçambola, edição de 2016.
No quadro do apoio que o banco presta ao desporto nacional, em geral, e em particular ao Moçambola, visando o desenvolvimento desta prova, atribuiu o prémio de 600 mil meticais ao Clube Ferroviário de Maputo, cabendo ao Clube de Desportos da Costa do Sol a quantia de 150 mil.
O presidente do Conselho de Administração do Standard Bank, Tomaz Salomão, disse à margem da gala, que o banco acredita que este projecto desportivo está a ser bem sucedido, não obstante as vicissitudes de não se registarem, a curto prazo, resultados tangíveis aos níveis regional e continental, no que diz respeito às equipas e à selecção nacional.
“Achamos que temos que persistir, apoiando o Moçambola, que é uma competição que se desenvolve à escala nacional, levando a alegria aos moçambicanos”, referiu Tomaz Salomão, acrescentando que a premiação aos dois primeiros classificados do Moçambola 2015 constitui um estímulo, para que todas as equipas concorram com afinco para erguer a taça de campeão.
Intervindo na ocasião, a vice-ministra da Juventude e Desportos, Ana Flávia Azinheira, disse que constitui motivo de orgulho o facto de o Moçambola, por mérito próprio, não somente ser um simples campeonato de futebol, mas também uma festa que aglutina todos os moçambicanos independentemente da sua filiação clubista, partidária e religiosa.
“O Moçambola constitui, por excelência um vector da paz, unidade nacional e desenvolvimento sócio-económico, interligando paixões de milhões de moçambicanos das zonas mais recônditas aos centros urbanos”, enfatizou a governante.
Acrescentou que a partir deste ano, o Moçambola tem uma particularidade que ficará registada nos anais da sua história: “O alargamento de 14 para 16 clubes, uma medida que poderá contribuir para revolucionar o nosso futebol, tornando o campeonato mais competitivo, mais apetecível e com mais jogos para os nossos atletas”, finalizou.
Abordado momentos após receber o prémio, o presidente do Clube Ferroviário de Maputo, Sancho Júnior, considerou que o prémio vai ajudar a minimizar os custos que o clube incorre para participar no Moçambola: “Recebemos o prémio com satisfação, pois entendemos que os patrocinadores dão o que podem”, frisou.

 

Acto de entrega do cheque ao Presidente do Clube Ferroviário de Maputo equipe vencedora da edição 2015 do Moçambola pelo PCA do Standard Bank

Acto de entrega do cheque ao Presidente do Clube Ferroviário de Maputo equipe vencedora da edição 2015 do Moçambola pelo PCA do Standard Bank

 

Ana Flávia Azinheira Vice ministra da Juventude e Desportos

Ana Flávia Azinheira Vice ministra da Juventude e Desportos

 

Sancho Júnior Presidente do Clube Ferroviário de Maputo

Sancho Júnior Presidente do Clube Ferroviário de Maputo

 

Tomaz Salomão Presidente do Conselho de Administração do Standard Bank

Tomaz Salomão Presidente do Conselho de Administração do Standard Bank