• pt
Mesa que presidiu o Painel 1
Dentro de 30 anos: Maputo, Matola, Marracuene e Boane terão cerca de dois milhões de viaturas, contra as actuais 200 mil
11/08/2014
Nova sede do Standard Bank inaugurada pelo PR Armando Emilio Guebuza
Investimento de 42 milhões de dólares norte-americanos: Presidente da República inaugura nova sede do Standard Bank
21/08/2014

Standard Bank festeja 120º aniversário da implantação em Moçambique

120

O Standard Bank comemora esta quarta-feira, 20 de Agosto, o 120º aniversário da sua implantação em Moçambique. Ao longo desses anos, o Banco tem-se assumido como uma instituição bancária relevante no impulsionamento do desenvolvimento socioeconómico do País, através do apoio a importantes projectos económicos, criação de postos de emprego e o apoio às comunidades.

Nos últimos anos, a economia de Moçambique tem registado um crescimento médio anual acima de 8%, impulsionado, por um lado, pelos investimentos realizados no sector mineiro e de hidrocarbonetos, onde o Standard Bank tem fornecido serviços bancários de consultoria e intermediação financeira, assim como aconselhamento sobre o desenvolvimento de infra-estruturas necessárias para a maximização do potencial dos projectos mineiros.

 

Para assinalar a passagem dos 120 anos de história desta instituição bancária, foram agendadas várias acções comemorativas, cujo ponto mais alto será marcado pela inauguração, na próxima quinta-feira, dia 21 de Agosto, em Maputo, da nova sede do Standard Bank, seguida pela realização de um jantar de gala.

 

Para além do Presidente da República e outros membros do governo, o jantar de gala contará ainda com a presença do governador do Banco de Moçambique, Ernesto Gove, do presidente do Conselho de Administração do Standard Bank, Tomaz Salomão, membros do Conselho de Administração e da Comissão Executiva do Banco, entre outros convidados.

 

As celebrações dos 120 anos do Standard Bank tiveram início no princípio do ano em curso, com a realização de várias actividades, sendo de destacar a inauguração de novos balcões em vários pontos dos País, promoção do projecto da campanha de cidadania, que consiste na emissão gratuita de documentos essenciais para a população, concurso de Jornalismo Económico, actividades desportivas, entre outras.

 

Importa referir que a implantação do Standard Bank em Moçambique, há 120 anos, teve como origem as crescentes transacções comerciais na região austral de África, que geraram a necessidade de se ligar Moçambique à África do Sul, bem como ao Zimbabwe, através das linhas férreas, a partir dos portos de Maputo (na altura, Delagoa Bay) e Beira (conhecida então como Aruângua), em meados de 1894.

 

Os 120 anos de história do Banco estão directamente ligados a estes empreendimentos ferro-portuários, muito particularmente ao projecto de construção da linha férrea Beira-Harare. Os gestores do Standard Bank, na África do Sul, viam em Maputo um promissor potencial económico, resultante do desenvolvimento do comércio com o Transvaal.

 

Foi acreditando nas potencialidades destes investimentos, que o Standard Bank decidiu implantar-se em Moçambique, tendo, para o efeito, requerido ao então governo colonial português, em Lisboa, uma autorização para operar neste território, banhado pelo Índico. A permissão viria a ser concedida através do Decreto Real, publicado em Outubro de 1892.

 

120